TJRJ proíbe jovem de citar cantor em acusações de estupro em redes sociais

Crime Sexual
Créditos: SonerCdem / iStock

Na última terça-feira (22), Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), publicou uma liminar proibindo que jovem que acusa o cantor Anderson Leonardo, do grupo Molejo, de estupro faça citações públicas e em redes sociais sobre o tema. Segundo a decisão assinada pela juíza Ana Paula Azevedo Gomes, da 7° Vara Cível da comarca de Campo Grande (Rio de Janeiro), o jovem será penalizado em R$ 1 mil a cada postagem sobre o artista.

Foi determinado ainda que as publicações anteriores devem removidas, com indenização estipulada em R$ 5 mil a cada dia de atraso para exclusão dos conteúdos. O texto destaca que Anderson foi prejudicado por conta das acusações feitas publicamente. O jovem ainda pode recorrer contra a decisão.

Uma nova audiência presencial sobre o caso está programada para o dia 8 de julho. O documento informa que novos depoimentos serão coletados para a decisão judicial definitiva.

Em entrevista ao “Extra” em abril, o jovem disse ter mantido um relacionamento de 8 meses com Anderson Leonardo antes da denúncia. “Não menti em nada”, garantiu ele. O cantor do grupo Molejo, em entrevista ao “Domingo Espetacular” dada em fevereiro, chorou ao falar sobre o caso. “O que eu fiz e faço entre quatro paredes, ninguém precisa saber de nada”, afirmou.

Com informações do UOL.


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA