Contas de Galvão Bueno são bloqueadas pela justiça

Fornecedora de material esportivo Adidas terá de trocar tênis com defeito
Créditos: Lisa S. / Shutterstock.com

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) bloqueou as contas bancárias do narrador esportivo Galvão Bueno, de sua companheira Desirée Soares e da filha Letícia Galvão Bueno. A decisão partiu do juiz Rodrigo Galvão Medina, da 9ª Vara Cível de São Paulo, em um processo aberto pela Lest Credit Fundo de Investimentos, contra uma das empresas de Galvão Bueno.

De acordo com o UOL, o bloqueio foi motivado por um empréstimo de R$ 1,6 milhão contratado em 2017 pela Virtual Promoções e Participações, empresa da família de Galvão, junto a empresa de crédito. O valor deveria ter sido pago em 31 parcelas, mas a Virtual não cumpriu o planejado.

“Em razão da petição que noticiou o descumprimento do acordo, determinei a expedição de ordem de indisponibilidade de ativos financeiros”, afirmou o Juiz na decisão.

A empresa reconheceu a dívida e foi homologado um acordo judicial para o pagamento, que também não foi cumprido integralmente. Nas contas de Galvão Bueno, a Justiça encontrou R$ 1.401,17. Na de Desirée, houve o bloqueio de cerca de R$ 90 mil. A defesa do narrador pediu a suspensão da decisão, alegando que os valores são impenhoráveis e “são necessários para o sustento da família”.

Com informações do UOL.


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Participe de nossos grupos no Telegram e WhatsApp. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por e-mail ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000.

DEIXE UMA RESPOSTA