Bolsonaro não apresenta prova de insegurança das urnas eletrônicas em sua resposta ao TSE

direito de resposta
Créditos: Michał Chodyra | iStoc

Em documento enviado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o presidente Jair Bolsonaro, respondeu ao procedimento administrativo aberto em junho pela corte, com o objetivo de averiguar a ocorrência de fraudes no sistema eleitoral brasileiro. O chefe do Executivo nacional não apresentou provas e disse ter apenas indícios de insegurança no sistema de votação eletrônico. 

Na correspondência enviada ao corregedor-eleitoral da Justiça Eleitoral, ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Luiz Felipe Salomão, Bolsonaro disse que não faz ataques à segurança das urnas eletrônicas, mas defendido que o sistema seja aprimorado. “Na realidade, é em nome da maior fiabilidade do sufrágio que há muito se tem defendido a necessidade de robustecer ainda mais o sistema eletrônico de votação com alguma medida física de auditagem imediata do eleitor, tão logo esse deposite o seu voto na urna e, se for o caso, mais tarde pela própria Justiça Eleitoral”, escreveu o presidente.

Segundo informações do portal ‘Uol Notícias’, Bolsonaro disse que sua atuação não trata, de um ataque às urnas eletrônicas, mas sim à possibilidade do que chama de “efetiva auditagem”.

Em live recente, transmitida pela TV Brasil, Bolsonaro prometeu apresentar as provas das supostas fraudes no processo eleitoral, porém o chefe do poder Executivo disse ter apenas “indícios” de ilicitudes, sendo desmentido em tempo real pelo TSE, que tem reafirmado a segurança do sistema eletrônico de votação brasileiro. Segundo o TSE as urnas eletrônicas permitem a auditoria antes, durante e depois da votação, sem precisar de impressão de votos.

Com informações do UOL.


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA