Vivo e Facebook devem indenizar cliente após clonagem do WhatsApp

WhatsApp - Fotos íntimas
Créditos: Wachiwit / iStock

As empresas Vivo (Telefônica) e Facebook foram condenadas Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP)a ressarcir uma vítima do famoso golpe de clonagem no WhatsApp. A cliente acionou as empresas por falha do sistema que permitiu acesso ao número dela, o que levando sua irmã a cair no golpe e depositar R$ 3.344 para os criminosos.

A juíza responsável pelo caso, Luciana Antoni Pagano, afirmou que houve falha da Vivo na prestação do serviço. Assim, condenou a Telefônica Brasil S.A. e o Facebook Serviços Online do Brasil Ltda. a ressarcir o valor pago pela irmã e ainda arcar com a indenização de R$ 3 mil (cada) por danos morais.

O TJSP publicou ainda uma nota pública enfatizando o crescente número de golpes pelo aplicativo de mensagens. “Uma prática comum é o chamado phishing – envio de mensagens que exploram a curiosidade da pessoa, para que ela clique em um link ou anexos”, diz a nota assinada pela Assessoria Policial Civil do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Com informações do Tribunal de Justiça de Minas Gerais – TJMG.


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Participe de nossos grupos no Telegram e WhatsApp. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA