Polícia do Rio prende suspeito de fingir ser promotor de Justiça

stf
Créditos: Rawf8 | iStock

Na última sexta-feira (10), a Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu, um homem suspeito de se passar por promotor de Justiça na aplicação de golpes. De acordo com a polícia, Raphael da Silva dos Santos, que foi autuado por crime de estelionato e extorsão, enganava as vítimas com promessas de resolução de pendências judiciais.

A prisão aconteceu em São Gonçalo (RJ), no bairro de Alcântara quando o acusado ia a um estabelecimento comercial para pedir mais dinheiro a um cliente com a justificativa de que pagaria os custos do processo.

Ao ser abordado pelos policiais, ele disse que era promotor de Justiça, mas logo mudou de versão, afirmando ser advogado prestando serviços. Raphael portava uma carteira da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), uma carteira funcional falsa do Ministério Público e uma arma de mentira.

Em nota, a Polícia Civil diz que “o homem induzia as pessoas a confiarem nele e afirmava que elas ganhariam as ações judiciais que ajuizassem. Para resolver tais pendências, ele solicitava, além dos honorários pelo seu trabalho, o pagamento dos custos do processo”. Uma das vítimas teve um prejuízo de R$ 3.000.

De acordo com informações da TV Globo, a denúncia partiu do ex-policial militar Douglas Roberto Vital Machado, que procurou os serviços do suposto promotor para tentar retornar à corporação. Ele foi expulso da polícia após acusação de envolvimento na morte do pedreiro Amarildo, na Rocinha, na zona sul do Rio.

Segundo as investigações da Policia Civil pelos menos outras quatro pessoas já foram vítimas do golpe do falso promotor, que já tinha outras passagens pela polícia por estelionato e roubo.

Com informações do UOL e G1.


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Participe de nossos grupos no Telegram e WhatsApp. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA