Recuperação judicial da Oi é prorrogada

Oi S/A - Brasil TelecomPor decisão do juiz Fernando Viana, da 7ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), foi prorrogado o plano de recuperação judicial da operadora Oi S/A, agora previsto para ser encerrado somente em março de 2022.

A Oi entrou em processo de recuperação judicial em 2016, ano em que a companhia registrou dívidas acima da casa de R$ 65 bilhões.

Tanto o Ministério Público (MP), quanto a representação judicial da empresa, concordaram em partes com a decisão. O MP havia sugerido que o processo terminasse já no dia 15 de dezembro de 2021, os advogados da Oi queriam um prazo ainda maior, até o dia 31 de maio de 2022, o limite máximo previsto no plano de recuperação aprovado pelos credores.

Ao prorrogar a recuperação judicial da tele até março o magistrado disse ser preciso acompanhar de perto qual será o desfecho das vendas da Oi Móvel e Infraco antes de prosseguir com o processo.

“A ultimação dos procedimentos de alienação das UPIs do gigantesco Grupo econômico Oi/Telemar, submetido ao maior processo de recuperação de nossa história, por sua singularidade, especificidade, complexidade e importância, não pode ser efetivada sem a supervisão do Poder Judiciário, ainda mais por versar sobre companhia prestadora de serviço público essencial e estratégico para o país”, ressaltou o juiz Fernando Viana.

Com informações de Olhar Digital.


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Participe de nossos grupos no Telegram e WhatsApp. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA