Ex-PM preso por ameaçar matar Minstro Alexandre de Moraes diz ter doenças mentais

Alexandre de Moraes - Ministro da Justiça
Créditos: Rogerio Cavalheiro / Shutterstock.com

Preso em 6 de setembro, depois de ameaçar de morte o ministro Alexandre de Moraes, o ex-policial militar Cássio Rodrigues Costa Souza, alegou à Justiça ter doenças mentais. Souza foi detido pela Policia Federal (PF) a pedido da procuradoria-Geral da República (PGR) , depois que fez ameaças violentas nos perfis de Moraes e do STF no Twitter.

Souza fez os relatos em sua audiência de custódia, realizada no último dia 7, por videoconferência e presidida pelo juiz Airton Vieira, que despacha no gabinete de Moraes. Nesse tipo de audiência, poucas horas após a detenção, o preso tem o direito de falar a um juiz, e pode denunciar eventuais abusos na sua prisão.

Segundo esse depoimento, Souza foi aposentado da polícia mineira por causa de doenças mentais e toma remédios psiquiátricos. O ex-PM também afirmou que já foi internado por alcoolismo e tem problemas no esôfago e na próstata.

No pedido da prisão de Souza, a PGR afirmou a Moraes que as mensagens de ameaça eram “abomináveis”. Nos tuítes, Souza se apresentava como um integrante da PM e dos militares, e prometeu atirar no ministro.

Com informações do Metrópoles.


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Participe de nossos grupos no Telegram e WhatsApp. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA