Filhos da deputada Flordelis são condenados pelo assassinato do pastor Anderson do Carmo

Investigação contra deputada Flordelis é remetida à justiça estadual
Créditos: jerry2313 | iStock

O Tribunal do Júri de Niterói condenou, na madrugada desta quarta-feira (24), dois filhos da ex-deputada Flordelis dos Santos, Flávio dos Santos Rodrigues (filho biológico) e Lucas Cezar dos Santos de Souza (filho adotivo) pelo assassinato do marido dela, o pastor Anderson do Carmo.

Presidido pela juíza Nearis dos Santos de Carvalho Arce, titular da 3ª Vara Criminal de Niterói, o júri teve mais de 15 horas de duração, tendo começado pouco depois das 14h da terça-feira (23/11) e terminado por volta das 5h30 desta quarta-feira (24/11).

instituto sou da paz / atentado
Créditos: thawornnurak | iStock

Após abrir a sessão e ler as denúncias contra os réus, a juíza Nearis dos Santos de Carvalho Arce, titular da 3ª Vara Criminal de Niterói, e presidente do júri, deu início aos depoimentos das 8 testemunhas arroladas pela acusação e pela defesa.

A primeira testemunha a depor foi a delegada Bárbara Bueno. Ela disse que a investigação apontou que, antes das eleições da ex-deputada, já havia tentativas de assassinar o pastor, por envenenamento. “Ele passou por diversos atendimentos médicos e chegou a ser internado no hospital. Aqueles que estão ligados a esse homicídio são os familiares mais próximos à Flordelis. São pessoas muito vulneráveis, que tinham relação de dependência em relação a ela e desentendimentos com a vítima”.

Tribunal do Júri
Créditos: Tomloel | iStock

Em seguida foi a vez do depoimento do delegado Alan Duarte. Wagner Pimenta, o Misael, filho afetivo de Flordelis, foi a terceira testemunha ouvida. Na sequência, a esposa dele Luana Pimenta e Roberta dos Santos, filha adotiva de Flordelis.

Após intervalo de 15 minutos, a fase de depoimentos foi retomada, quando foram ouvidas mais duas testemunhas de acusação, o filho adotivo da Flordelis, Alexander Felipe Marques Mendes e o motorista de Uber, Daniel Pereira, que levou Lucas e Flávio a comunidade de Nova Holanda, para a compra da arma utilizada no homicídio. A última testemunha a depor foi Regiane Ramos, ex-patroa de Lucas.

terras / massacre / assassinato / Linchamento
Créditos: dziobek | iStock

Flávio foi sentenciado a 33 anos 2 meses e 20 dias de reclusão em regime inicialmente fechado por homicídio triplamente qualificado consumado, porte ilegal de arma de fogo, uso de documento ideologicamente falso e associação criminosa armada. Ele foi denunciado como autor dos disparos de arma de fogo que provocaram a morte do pastor Anderson do Carmo de Souza, marido da ex-parlamentar, morto a tiros no dia 16 de junho de 2019.

Lucas foi condenado por homicídio triplamente qualificado a sete anos e seis meses de prisão em regime inicialmente fechado. Ele foi acusado de ter sido o responsável por adquirir a arma usada no assassinato do pastor.

O Pastor Anderson, ex-marido de Flordelis, foi assassinado a tiros em 2019. A ex-parlamentar, que está presa, é acusada de ser a mandante do crime.

Com informações do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Participe de nossos grupos no Telegram e WhatsApp. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por e-mail ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA