Precatórios: TRT4 alerta sobre golpe no WhatsApp utilizando nome de sindicato

documento sigiloso
Créditos: Wachiwit | iStock

O Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT4), que atua no Rio Grande do Sul, recebeu denúncias sobre um novo golpe realizado por meio do WhatsApp, dirigido a médicos credores de precatórios no órgão, os golpistas utilizam nome de sindicato para contatar as vítimas.

Em comunicado o Tribunal informa que o golpista ao entrar em contato com as vítimas se identifica como advogado do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers).

policial
Créditos: Luciano_Marques | iStock

De acordo com o Tribunal, ao fazer contato com as vítimas o golpista informa o número da reclamatória trabalhista e o nome do médico ou médica, solicitando documentos e, em alguns casos, a transferência de valores para efetuar a liberação de suposto precatório.

O TRT4 esclarece que não existe cobrança de qualquer taxa pela Justiça do Trabalho para o pagamento de precatórios. Os pagamentos de precatórios ocorrem conforme a ordem cronológica.

Facebook e WhatsApp
Créditos: ddukang / iStock

O Tribunal sugere que advogados e advogadas alertem seus clientes sobre a ocorrência dos golpes, prestando-lhes a devida orientação. Em caso de dúvidas, a assessoria do TRT4 orienta o contato ao Juízo Auxiliar de Precatórios (JAP) pelo telefone (51) 3255-2307 ou e-mail [email protected]

Com informações do Superior Tribunal de Justiça.


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Participe de nossos grupos no Telegram e WhatsApp. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por e-mail ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA