Justiça nega indenização a fã Djavan que exigia indenização por show cancelado

faltar show
Créditos: Batuhan Toker | iStock

A Justiça negou o pedido de indenização de um fã do cantor Djavan pelo cancelamento de um show em 2019. Na ação, o fã, Marcelo William Telles processou também as empresas: Luanda Edições Musicais, a T.B. Produtos e Serviços e a RAA De Peres Eventos Eireli. A informação é do UOL.

Conforme o portal de notícias, o fã exigia indenização por danos morais e materiais porque, em março daquele ano, comprou dois ingressos para uma apresentação de Djavan que ocorreria em São José do Rio Preto (interior de SP), no entanto o show foi cancelado. Ele pedia R$ 10 mil do cantor e das empresas, e mais o ressarcimento do valor dos ingressos à época (R$ 332,90), acrescidos de juros e mora.

A defesa do artista demonstrou nos autos que o show não aconteceu porque o contratante descumpriu cláusulas contratuais.

anitta
Créditos: Brian A. Jackson | iStock

Já o advogado de Telles tentou demonstrar que houve “responsabilidade solidária” dos envolvidos e que seu cliente foi o maior prejudicado. Uma justificativa foi que os ingressos comprados “tinham o nome do artista”.

A Justiça, considerou o pedido descabido e eximiu Djavan e seu editora, a Luanda, de qualquer responsabilidade. No entanto, mandou intimar as outras empresas envolvidas e determinou que se expliquem e devolvam cerca de R$ 700 ao reclamante. Não há prazo para o desfecho da ação.

Com informações do UOL.


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Participe de nossos grupos no Telegram e WhatsApp. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por e-mail ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000