Mantida condenação a homem por postar vídeo quebrando aparelho de som nas redes sociais

Aplicativos para Smartphones
Créditos: CreativeNature_nl / iStock

A 7ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), negou recurso e manteve condenação a homem que postou nas redes sociais, Facebook, Kwai e YouTube, um vídeo quebrando à marretadas um aparelho de som da marca Stetsom.

O vídeo repercutiu principalmente no Facebook, onde somou 128 mil visualizações e 1,4 mil compartilhamentos. O conteúdo chegou ao conhecimento de revendedores da Stetsom no México, que pediram para que a empresa entrasse em contato autor do post. A empresa enviou duas notificações extrajudiciais ao cliente, pedindo que ele retirasse o vídeo do ar. Mas o usuário respondeu com um áudio exigindo algo em troca para apagar a gravação — um valor que recompensaria os danos sofridos e a empresa decidiu entrar na Justiça contra o cliente por danos morais.

visitantes eua
Créditos: Suwaree Tangbovornpichet | iStock

Em primeira instância, a 2ª Vara Cível do Foro de Presidente Prudente condenou o cliente ao pagamento de R$ 20 mil em indenizações por ferir a honra da companhia. O cliente recorreu.

No recurso ele afirmou que destruiu o aparelho de som em razão do constrangimento causado pelo “desserviço da Stetsom” e pediu para que o valor da indenização fosse reduzido, argumentando que é um pequeno empreendedor e tem um segundo emprego como gari para manter a renda de sua família.

cnj
Créditos: Pattanaphong Khuankaew | iStock

No entanto, o desembargador Miguel Brandi, relator do recurso votou por negar a solicitação do cliente e manter o pagamento de R$ 20 mil em indenização. Ele foi seguido por outros dois dos cinco membros do colegiado, obtendo maioria.

Com informações do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP).


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Participe de nossos grupos no Telegram e WhatsApp. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por e-mail ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA