Justiça determina que carros alegóricos sejam escoltados após acidente com menina de 11 anos

plano de saúde
Créditos: Angelina Dimitrova | iStock

A Justiça carioca determinou que os carros alegóricos sejam escoltados pelas escolas de samba no trajeto entre o sambódromo e os barracões. A decisão, do juiz Sandro Pitthan Espíndola, da 1ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso do Rio de Janeiro, se deu após acidente com a menina Raquel Antunes, de 11 anos, na noite da última quarta-feira (20).

A menina que teve a perna amputada após ser acidentalmente pensada por um carro alegórico contra um poste faceleu na manhã desta sexta-feira (22). O acidente aconteceu com um carro da escola Em Cima da Hora, após o desfile da agremiação.

Conforme a decisão, que acolheu a um pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), as escolas  da Série Ouro, do Grupo Especial e das escolas de samba mirins devem garantir que nenhuma criança ou adolescente se aproxime indevidamente das alegorias. O juiz determinou ainda que a Polícia Militar e a Guarda Municipal aumentem seu efetivo, em viaturas e a pé, nas proximidades da Marquês da Sapucaí.

Estado não responde por criança que morreu afogada em praia sem salva-vidas de SC / Mar / Praia Litoral
Créditos: William_Potter / iStock

O acidente aconteceu quando o carro já havia deixado o Sambódromo e segundo a Liga das Escolas de Samba do Rio (Liga RJ), responsável pelos desfiles da Série Ouro (segunda divisão do carnaval carioca), a menina subiu na alegoria, ocasionando o acidente.

Com informações da Agência Brasil e G1.


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA