Estelionato: Homem é condenado por venda de terrenos que não eram seus

dívidas rurais
Créditos: Gerasimov174 | iStock

A 4ª Vara Criminal de Rio Branco condenou um homem por estelionato cometido na venda de terreno que não era seu. Conforme a decisão do juiz, Cloves Ferreira, o réu deve cumprir 4 anos de reclusão e pagar 100 dias-multa.

O magistrado também determinou que o réu devolva os valores recebidos pela suposta venda de dois imóveis, “com a devida atualização monetária, a contar da data do pagamento integral do valor dos terrenos”.

varas especializadas
Créditos: Alfexe | iStock

De acordo com os autos (0005408-33.2021.8.01.0001), ele foi responsabilizado por induzir duas pessoas ao erro sobre a venda de um terreno no bairro Belo Jardim I. As vítimas confirmaram ter comprado o imóvel do acusado e que este se apresentou como se fosse proprietário, propondo que no local fosse construída uma horta hidropônica, o que de fato chegou a ocorrer.

Policial suspeito de matar filha de dois meses é mantido na prisão
Créditos: inga

No entanto, o réu não era dono do terreno, nem tinha procuração para fazê-lo. “Ele se aproveitou do sonho de pessoas humildes e batalhadoras para vender algo que não lhe pertencia. Então apropriou-se do esforço daquelas pessoas e de novo as iludiu, porque se comprometeu a ressarcir o dinheiro e mais uma vez as enganou”, evidenciou o magistrado.

O réu foi preso preventivamente, contudo foi expedido o Alvará de Soltura, porque a pena foi estabelecida em regime inicial aberto.

Com informações do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC)


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira seu registro digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por e-mail ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000.

DEIXE UMA RESPOSTA