Tribunal inocenta ex e diz que Miss rasgou roupas e ‘se agrediu’

danos morais
Créditos: Zolnierek | iStock

O julgamento de um caso de agressão envolvendo a candidata a Miss Turquia, Dilara Kursun, terminou em uma reviravolta. A Justiça considerou seu ex-namorado inocente de todas as acusações. A informação é do UOL.

Em junho do ano passado, a modelo relatou aos policiais que seu ex, Tayfun Kilic, teria a levado a força para dentro de um carro, dirigido até uma floresta, rasgado suas roupas e a agredido. A modelo dizia que o ex insistia em reatar após o término dos dois em maio do ano passado e o ataque teria ocorrido quando eles decidiram se reencontrar.

juiz
Créditos: Zolnierek | iStock

Durante o julgamento, o rapaz afirmou que na época do fato que não tocou em Dilara, mas mesmo assim ela quis chamar a polícia.  “Está fora de questão que eu tenha rasgado a roupa dela. Não cometi nenhum assédio sexual contra ela. Ela inflingiu todos os ferimentos no próprio corpo”, disse o ex-namorado durante o julgamento. Se fosse condenado, ele poderia pegar até 20 anos de prisão.

O tribunal, porém, o livrou das acusações, alegando que a Miss teria agredido a si mesma e rasgado as próprias roupas para acusar o ex do crime.

Com informações do UOL.


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira seu registro digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por e-mail ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000.

DEIXE UMA RESPOSTA