Advogada é morta ao tenta apartar briga de casal no RS

instituto sou da paz / atentado
Créditos: thawornnurak | iStock

Uma advogada de 28 anos foi morta enquanto tentava apartar uma briga em Bagé (RS), na madrugada de domingo (26). Segundo informações da televisão local, o suspeito, de 26 anos, foi detido em flagrante e levado para um presídio estadual.

O crime ocorreu depois que um casal começou a discutir na frente da casa da advogada Ana Laura Borralho Borba. Incomodadas com a situação, ela e outras três pessoas tentaram interromper a briga, de acordo com a RBS TV.

Mantida justa causa para vigilante que atirou na própria mão por negligência
Créditos: Burlingham / Shutterstock.com

O homem envolvido no caso, que não teve a identidade divulgada, teria desaprovado a intromissão e partido para cima do grupo. Foi neste momento que, conforme registrado pelo boletim de ocorrência, Ana Laura entrou em casa e retornou com um revólver de calibre.38.

Durante a confusão, no entanto, o homem envolvido na briga teria conseguido desarmar a advogada e disparado cinco tiros contra o grupo. Um dos projéteis atingiu Ana Laura, que morreu no local. Após a tragédia, o suspeito foi preso em flagrante e o caso foi encaminhado para a Delegacia da Mulher de Bagé.

Negado HC a preso domiciliar que retirou tornozeleira eletrônica
Créditos: BortN66 / shutterstock.com

Em depoimento, a delegada responsável, Daniela Barbosa de Borba, ainda deixou claro que Ana Laura foi morta enquanto "tentava ajudar uma vítima de violência doméstica". Nesse sentido, a delegada informou que a DEAM vai "dar continuidade à investigação da violência doméstica que deu incêndio à tragédia que resultou na morte da jovem".

Diante do ocorrido, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção Bagé emitiu um comunicado oficial em seu Facebook, manifestando "o mais profundo sentimento de consternação" pela morte de Ana Laura. Na nota, a subseção afirma que a advogada "sucumbiu no cumprimento do seu dever de cidadã em defesa de uma mulher vítima de violência doméstica", classificando o ocorrido como uma "perda irreparável para toda a sociedade".

Com informações do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ).


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira seu registro digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por e-mail ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000.

DEIXE UMA RESPOSTA