Como a automação pode ajudar as equipes jurídicas a otimizar gastos por meio da eficiência e conformidade

36
 

Por Juridoc*

O setor jurídico está enfrentando um período de transformação. Digamos que graças à concatenação da tecnologia e o direito, surgiram novas competências centrais que todo departamento jurídico deve se dedicar.

É, aliás, interessante notar, como se exige cada vez mais operações jurídicas disciplinadas, eficientes e estratégicas. No entanto, isso não significa sobrecarregar pressionar as equipes jurídicas com processos exaustivos ou contratar grandes equipes treinadas para coletar e analisar dados relevantes.

Na verdade, cada vez mais a eficácia está relacionada a processos que identificam tendências de gastos, possíveis economias de custos e que, ao mesmo tempo, elevam a eficiência.

Diante disso, todos os atores da esfera jurídica compreendem a importância da automação de documentos e contratos, baseada em Inteligência Artificial (IA), Blockchain, entre outras tecnologias.

Com certeza, mesmo os que não têm ao seu alcance ferramentas para permanecerem competitivos no ambiente acelerado de hoje, compartilham da ideia de que não há mais espaço para perder tempo valioso e atribuir recursos caros para processos que podem ser otimizados.

Por isso, neste artigo vamos falar de dois pontos cruciais para as equipes jurídicas que podem ser aprimorados com a automação – conformidade e eficiência. Acompanhe.

1 – Reduzindo gastos com a conformidade

Sem dúvidas, para atender à crescente demanda dos clientes e cumprir rígidos regulamentos, os escritórios jurídicos devem buscar soluções de qualidade para não mergulhar em uma crescente inundação de dados.

Mas qual a conformidade que deve ser focada? Afinal a conformidade pode ser observada pelas mais diversas modulações, visto que o gerenciamento pode abranger muitos aspectos e fases diferentes do seu ciclo de vida do contrato.

Na prática, pode se monitorar variações do processo padrão, política ou termos e o desempenho da obrigação para garantir a conformidade com os termos especificados. Também é necessário precisar as mudanças nas regras de conformidade, políticas ou termos que reflitam as tendências e condições de mercado ou oportunidades.

Por isso, é essencial que existam processos que permitam uma visão das necessidades e que ajudem a definir quais controles de conformidade sejam monitorados para os ajustes necessários.

A esse respeito, as empresas estão buscando resultados de gerenciamento de riscos direcionados, utilizando tecnologia e habilidades específicas de agregação de valor, principalmente diante da complexidade, incerteza e volume de mudanças regulatórias.

Além disso, toda a equipe precisa de análises e relatórios acessíveis e qualitativos para operar em nível estratégico. Por essa ótica, a segurança e integridade do processo de automação ajuda a monitorar a conformidade à medida que alinha termos de contrato disponíveis com políticas corporativas e práticas legais tanto internas como externas.

É certamente neste ciclo de criação, revisão e gestão que se economiza uma expressiva quantidade de tempo, ao mesmo tempo, que as equipes trabalham de forma mais colaborativa em todo o ecossistema de operações legais e mitigam riscos.

2 – Reduzindo os gastos por meio da eficiência

À medida que as pressões competitivas e de preços aumentam, as demandas por eficiência desafiam as área jurídicas a se tornarem inovadoras na prestação de serviços legais.

Cada vez mais os profissionais da área devem ser especializados em alavancar dados, processos e a fazer o uso sensato da tecnologia para melhorar o desempenho da organização.

Para isso, é preciso conhecer a tecnologia jurídica de dentro para fora. Ou seja, não basta apenas adotá-la. Sobretudo é necessário utilizá-la para redesenhar hábitos e processos que melhorem de forma significativa o tempo de contrato e controle de riscos.

Nesse sentido, a automação oferece novas possibilidades de como os processos legais podem evoluir para minimizar o tempo que os advogados gastam em tarefas adicionais repetíveis, com o objetivo de melhorar a prestação de serviços e obter uma maior interação com os clientes.

Essa conjunção de valores se torna ainda mais vital se as tarefas automatizadas estiverem baseadas em nuvem e ferramentas colaborativas e promovam, acima de tudo, insights úteis para a mudança.

Portanto, mais do que economia de gastos, a tecnologia agrega valor a uma cultura de crescimento e colaboração. Em suma, eleva o potencial estratégico das equipes jurídicas que impulsionadas por um novo ritmo profissional e, até mesmo, social, criam novas sinergias e oportunidades.

* Juridoc é uma plataforma de automação e gerenciamento de contratos e documentos que permite um processo eficiente, com redução de tempo e custos. O software simplifica todo o ciclo de vida do contrato, agiliza o fluxo de trabalho e aprimora a conformidade.