Processo Judicial Eletrônico (PJe) começa a funcionar no segundo grau do TJRN

A partir de amanhã (16), o PJe, Processo Judicial Eletrônico, estará disponível para as ações que tramitarem em segundo grau. Os advogados que entrarem com recursos no Tribunal de Justiça do RN poderão utilizar o sistema via internet, que até então, funcionava apenas para os processos de primeira instância.

Inicialmente, o PJe no segundo grau atenderá as apelações cíveis originárias da 5ª Vara da Fazenda Pública de Natal, os casos de revisão criminal e ações rescisórias, que sejam movidas a partir do dia 16 de dezembro. Até o dia 20 de janeiro do ano que vem, haverá um período de transição no qual o advogado poderá optar por usar o PJe ou o SAJ, que é o sistema dos processos físicos. Depois deste prazo, funcionará exclusivamente o processo eletrônico.

“O PJe oferece mais agilidade, transparência e comodidade ao advogado, que não precisará mais fazer carga de processo, por exemplo. Basta acessar o sistema e imprimir o que quiser, diz o secretário Tecnologia da Informação e Comunicação do Poder Judiciário, Gerânio Gomes da Silva.

A Sala do Advogado, instalada na sede do TJRN, contará com suporte técnico de funcionário e computador para orientar e esclarecer eventuais dúvidas sobre o uso do sistema. O advogado que nunca acessou o software terá que se cadastrar no site do Poder Judiciário, na aba PJe, onde está o passo a passo para o uso do sistema.

Atualização

Ás 15h40 desta sexta-feira (16), a Secretaria Judiciária do TJ potiguar já contabiliza o ingresso de seis processos no PJe do 2º Grau.

Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico.

- Sêneca

O dia que chegar, chegou. Pode ser hoje ou daqui a 50 anos. A única coisa certa é que ela vai chegar.

- Ayrton Senna