VISTO EB-2 PODE SER SOLICITADO POR QUEM JÁ SE ENCONTRA NOS ESTADOS UNIDOS

430
No mês de outubro, o visto americano EB-2 voltou a poder ser solicitado por quem já se encontra nos Estados Unidos. Segundo informações divulgadas pelo Visa Bulletin, publicação mensal elaborada pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos (Travel.State.Gov), o ajuste é uma maneira de aplicar o status de residente permanente para aqueles que já estiverem nos EUA, dando a oportunidade de aguardarem o desfecho do caso no país.

De acordo com o advogado Vinícius Bicalho, fundador e CEO da Bicalho Consultoria Legal – empresa especializada em migração e internacionalização de negócios – qualquer pessoa pode requerer o visto a qualquer momento. No entanto, existem duas formas do processo caminhar: de modo consular, onde o cidadão aguarda a solução de caso ainda no Brasil, ou por ajuste de status, quando o pedido é feito por quem já está nos Estados Unidos e solicita a mudança do visto de turista para o de imigrante.

“Mensalmente a imigração americana informa a disponibilidade das pessoas solicitarem o ajuste de status. Devido à grande demanda, a janela estava fechada desde julho de 2019 e voltou a abrir em outubro. Não sabemos exatamente o tempo que o ajuste de status ficará disponível, mas o momento é uma grande oportunidade para os brasileiros que já estão nos Estados Unidos solicitarem o Green Card já morando no país”, explica. “Como o Visa Bulletin é uma publicação mensal, o cenário pode sofrer alterações sem avisos prévios”.

Também chamado de “visto para trabalhadores com habilidades excepcionais”, o EB-2 é voltado para profissionais qualificados e reconhecidos na sua área de atuação e garante automaticamente ao beneficiário, ao cônjuge e aos dependentes o cartão de Residência Permanente nos Estados Unidos (Green Card). Ou seja: por meio da solicitação, caso tenham carreiras solidas, brasileiros conseguem morar legalmente no país. Os passos e as estratégias necessárias para um cidadão ser elegível ao visto EB-2 não são tão simples quanto possa parecer. Para se ter uma ideia, especialistas em Direito terão que percorrer um dos caminhos impostos pela imigração americana e reunir o maior número de documentos que comprovem a relevância da sua atuação profissional.

DEIXE UMA RESPOSTA