domingo, junho 16, 2019

Assédio sexual no trabalho é assunto de “altíssima gravidade” e justifica indenização à vítima

Este tópico contém resposta, possui 1 voz e foi atualizado pela última vez por  Juliana Ferreira 1 semana, 5 dias atrás.

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #181063

    Juliana Ferreira
    Mestre
    Offline
    Registrado: 07/02/2018
    Tópicos: 146
    Respostas: 0
    Agradecimentos: 0 times
    Agradecidos: 0 times

    Agressor e a empresa foram condenados a pagar R$ 30 mil à vítima por danos morais Assédio sexual no trabalho justifica indenização à vítima. O Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (TRT-MG) considerou a conduta de “altíssima gravidade”. Para a corte, não é possível interpretar situações que caracterizam assédio como brincadeiras entre colegas, conforme pleiteou a defesa. O caso aconteceu em loja de departamento em Minas Gerais. Conforme transcrições de conversas, o patrão constrangeu funcionária com comportamento ofensivo e perturbador. Também há registros de assédio moral na relação de trabalho.

    “Pedir a uma mulher que levante sua blusa para mostrar seus seios, ou que proceda outros atos eróticos intranscritíveis, não é uma piada. Trata-se de um discurso machista, altamente impregnado com conteúdo pejorativo, diminuindo a figura feminina, reforçando o poder do homem/patrão com nítido intuito de intimidar a mulher/empregada”, relata a juíza Ana Luiza Fischer Teixeira de Souza Mendonça.

    Leia a notícia completa: https://juristas.com.br/2019/06/03/assedio-sexual-no-trabalho-e-assunto-de-altissima-gravidade-e-justifica-indenizacao-a-vitima/

Visualizando 1 post (de 1 do total)
Olá,

Você está no PORTAL JURISTAS, aqui você pode se informar e se atualizar.

Se você é PJ ou PF e necessita de um CERTIFICADO DIGITAL, entre em contato agora mesmo pelo WhatsApp ou acesse https://bit.ly/2WByTl3
Powered by