segunda-feira, maio 27, 2019

Falsa médica que cobrava R$ 10 mil por procedimentos no DF tem condenação mantida

Este tópico contém resposta, possui 1 voz e foi atualizado pela última vez por  Juliana Ferreira 2 semanas, 6 dias atrás.

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #177457

    A Justiça do Distrito Federal manteve a condenação da falsa médica acusada de exercício ilegal da profissão e venda ilegal de medicamentos. A pena aplicada é de 10 anos e seis meses de prisão. A decisão ainda cabe recurso.

    De acordo com as investigações, Renatha Thereza dos Santos  usava registro médico falso e atuava na própria casa, em Taguatinga e em Ceilândia, e na de pacientes.

    Ela afirmava ser “médica, biomédica, radioterapeuta e esteticista” e, realizava, inclusive, tratamentos contra infertilidade e aneurisma, e já chegou a cobrar R$ 10 mil por tratamento para gravidez.

    No entendimento do juiz, a ré deve indenizar as vítimas por danos materiais. A falsa médica foi absolvida dos crimes de estelionato e exposição de vida a perigo.

     

    Notícia produzida com informações do G1.

Visualizando 1 post (de 1 do total)