Desembargador suspende expedição de 'habite-se' para empreendimento em João Pessoa

Data:

Créditos: marchmeena29 | iStockO desembargador Oswaldo Trigueiro do Valle Filho, atendendo a pedido do Ministério Público, determinou a suspensão da decisão do juízo da 4ª Vara da Fazenda Pública da Capital, no Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), que autorizava a expedição da licença de habitação (habite-se) para o empreendimento Way, da Construtora Cobran Ltda. O Ministério Público argumentou que o empreendimento está em desacordo com a legislação local.

A decisão foi proferida no Agravo de Instrumento nº 0806096-67.2024.8.15.0000. O desembargador destacou que a expedição do 'habite-se' deve seguir os trâmites legais e as normas locais, o que não teria ocorrido no caso em questão.

Segundo o desembargador, a análise do pré-projeto na Prefeitura de João Pessoa apontou a inadequação da edificação, indicando que o projeto ultrapassava a linha dos 500 metros. Apesar disso, foi expedido o alvará de licença para construir, o que demonstra um vício na liberação para construção, uma vez que não estava em conformidade com as normas adequadas.

O desembargador enfatizou que a existência prévia de 'habite-se' fora dos padrões não pode ser usada como base para a aprovação de outros empreendimentos futuros. Ele ressaltou que a Administração Pública deve agir estritamente dentro da legalidade e observar os princípios e leis aplicáveis em seus atos administrativos.

Além disso, o Município de João Pessoa informou a existência de pendências relacionadas à altura na construção do empreendimento, o que inviabilizou sua aprovação e, consequentemente, a expedição do 'habite-se'.

O desembargador concluiu destacando que as irregularidades e ilegalidades no processo administrativo do empreendimento não podem ser validadas com o tempo e devem ser objeto do poder de autotutela da Administração, que tem o dever de anular seus próprios atos quando ilegais.

Com informações do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB).


Você sabia que o Portal Juristas está no FacebookTwitterInstagramTelegramWhatsAppGoogle News e Linkedin? Siga-nos!

Ricardo Krusty
Ricardo Krusty
Comunicador social com formação em jornalismo e radialismo, pós-graduado em cinema pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Deixe um comentário

Compartilhe

Inscreva-se

Últimas

Recentes
Veja Mais

A Influência da Identidade Visual na Força da Marca

A Influência da Identidade Visual na Força da Marca Definição...

Marcas Notoriamente Conhecidas: Proteção e Exemplos no Brasil

No mundo dos negócios, algumas marcas alcançam um nível de reconhecimento tão alto que se tornam notoriamente conhecidas. Essas marcas gozam de uma proteção especial, mesmo que não estejam registradas em todas as classes de produtos ou serviços. Este artigo aborda o conceito de marcas notoriamente conhecidas, a proteção legal conferida a elas no Brasil e exemplos de marcas que se enquadram nessa categoria.

Modelo de recurso contra multa por não obedecer à sinalização de trânsito

Modelo para recurso contra multa por não obedecer à...

TJSP invalida venda de empresa por inclusão de crédito do qual não é titular

A 1ª Câmara Reservada de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo, em julgamento estendido, declarou a invalidade da venda de uma empresa que incluía no preço final valores de precatórios dos quais não era titular, caracterizando uma operação de crédito a non domino.