Banco de criptomoedas de US$ 600 milhões é fechado

34
 

Banco norte-americano foi acusado de fraude e fechado pelo governo do país

O AriseBank, banco que foi resultado de um projeto de criptomoedas e que se autoproclamava o primeiro banco descentralizado do mundo, foi oficialmente fechado pela Comissão de Segurança e Câmbio (SEC) dos Estados Unidos da América.

De acordo com o Ars Technica, isso aconteceu mesmo depois de, supostamente, o projeto ter recebido um investimento de US$ 600 milhões e o apoio de figuras importantes, como o ex-pugilista Evander Holyfield.

O fechamento teria acontecido porque o banco não foi oficialmente registrado na agência, o que é obrigatório para projetos que têm seu ICO apresentado como fundo de investimentos legal.

O banco também prometia vários outros serviços, como a adição de uma nova moeda digital, chamada de AriseCoin, uma plataforma de identificação (AriseID) e até mesmo um sistema operacional (AriseOS).

Promessas enganosas feitas pela empresa

Além de todas essas promessas, plenamente passíveis de desconfiança, um dos fundadores do banco estaria em condicional por crimes de roubo e adulteração de documentos do governo.  De acordo com a SEC, também foram feitas duas declarações mentirosas ao tentar vender a criptomoeda.

A primeira era de que a Arise estava trabalhando para conseguir parcerias globais, dentre as quais se destacava a companhia de tecnologia financeira Marqeta, de modo a suportar pagamentos pela rede Visa através do AriseCard, que permitiria pagamentos em crédito com diferentes criptomoedas. A Marqeta negou qualquer relacionamento com a AriseBank.

Já a segunda alegação era de que o suposto banco havia adquirido um banco segurado pela FDIC, chamado de KFMC Bank Holding Company, o que possibilitaria o oferecimento de produtos únicos. Porém, a SEC provou que isso era uma mentira, já que KFMC não é segurada pela FDIC.

Depois disso, reguladores do Texas ordenaram que o projeto não se descrevesse mais como um banco e deixasse de fazer seus negócios no estado. Porém, aparentemente, essa decisão não deve afetar muitas pessoas, já que o subreddit oficial da marca contava com apenas 48 seguidores. Dificilmente, o número de interessados na empresa será muito maior do que isso.

Fonte oficial: Tecmundo