TRT da 21ª Região (RN) garante justiça gratuita para trabalhador que pretendia trabalhar em Portugal

TRT da 21ª Região (RN) garante justiça gratuita para trabalhador que pretendia trabalhar em Portugal | Juristas
Créditos: diogoppr / iStock

Por unanimidade, a 2ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) decidiu manter a justiça gratuita no processo de um ex-empregado da JMT Serviços de Locação de Mão de Obra Ltda., determinada pela 10ª Vara do Trabalho de Natal.

Com a alegação de que a compra de uma passagem para Portugal pelo ex-empregado demonstrava que ele teria condições financeiras de arcar com as custas processuais, a empresa recorreu ao TRT-RN.

Em sua defesa, o ex-empregado alegou que sua intenção era “tentar a vida em Portugal”, por isso comprou as passagens para ele e a esposa, de forma parcelada. Devido à pandemia do Covid-19, seus planos foram desfeitos, sendo a viagem cancelada e as parcelas pagas sido reembolsadas pela companhia aérea.

O desembargador Ronaldo Medeiros de Souza, relator do recurso (0000053-43.2020.5.21.0010), ressaltou que o ex-funcionário tinha uma renda mensal abaixo do limite estipulado para ter direito ao benefício, além de estar desempregado. Segundo ele, o artigo 790, § 3º, da CLT, determina que a justiça gratuita é devida a quem recebe salário igual ou inferior a 40% do limite máximo dos benefícios do Regime Geral da Previdência Social (R$ 6.101,06).

O magistrado pontuou que “No caso dos autos, os recibos de pagamento demonstram que a remuneração recebida era em torno de R$ 1.553,00, valor abaixo do limite estipulado”, e complementou dizendo que “Como se não bastasse isso, o reclamante afirma que atualmente se encontra em situação de desemprego”, finalizou.

Com informações do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região.

 

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA