Donald Trump pede à Justiça que o Twitter a reative sua conta

Rede Social - Internet - Jurisprudências
Créditos: Mizter_x94 / Pixabay

Na última sexta-feira (1), o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump abriu um processo judicial, para restaurar sua conta no Twitter. A conta foi banida pela rede social, que o acusa de em janeiro deste ano, ter instigado a invasão do Capitólio, sede do Congresso americano.

Assim como o Twitter, outras redes sociais fecharam as contas do ex-presidente depois que uma multidão de apoiadores de Trump invadiu o prédio do Congresso em 6 de janeiro, com o objetivo de impedir a certificação da vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais de novembro.

Trump apresentou a ação a um tribunal da Flórida, onde reside. Nela, o ex-presidente denuncia “censura” contra ele, o que, em sua opinião, viola sua liberdade de expressão, garantida pela Primeira Emenda da Constituição americana.

Corte de Apelação rejeita veto de Trump a refugiados e cidadãos de sete países
Créditos: ThomasDeco / Shutterstock, Inc.

Ele argumenta que o Twitter permitiu que os talibãs tuitassem regularmente sobre suas vitórias militares no Afeganistão, mas o censurou durante sua presidência rotulando seus tuítes como “informações enganosas” ou indicando que violavam as regras da empresa contra a “glorificação da violência”.

Para os advogados do republicano, o Twitter “exerce um grau de poder e controle sobre o discurso político neste país que é incomensurável, historicamente sem precedentes e profundamente perigoso para o debate democrático aberto”.

Com informações do UOL.


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Participe de nossos grupos no Telegram e WhatsApp. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

 

DEIXE UMA RESPOSTA