Homem que matou outro após esbarrão é condenado a 8 anos de prisão

areebarbar/Shutterstock.com

O Tribunal do Júri de Ceilândia condenou Liniker Retz Santana Rodrigues a 8 anos de prisão, em regime inicial fechado, pelo homicídio de Fabiano Teixeira Santana. No mesmo processo, os jurados absolveram Ayres Oliveira dos Santos Júnior, acusado de participação no crime.

O homicídio aconteceu no dia 5/12/2015, dentro da residência da vítima, que foi arrombada pelos dois acusados após perseguição a Fabiano. A motivação do crime, segundo a acusação do MPDFT, seria torpe: discussão causada por esbarrão da vítima em amigo dos réus.

Durante a sessão de julgamento, realizada nessa quarta-feira (4), o membro do MPDFT sustentou a pronúncia, em parte, pois solicitou a retirada das qualificadoras do motivo torpe e do uso de meio que dificultou a defesa da vítima. As Defesas, por sua vez, articularam as teses de ausência de qualificadoras, privilégio da violenta emoção, legítima defesa, cooperação dolosamente distinta e necessidade de absolvição.

O Conselho de Sentença, composto pelos sete jurados, votou pela absolvição do réu Ayres Júnior e pela condenação de Liniker por homicídio simples.

Depois de proferir a sentença condenatória, o juiz concedeu ao réu o direito de recorrer da pena em liberdade.

Processo: 2016031001123-3

Fonte: Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios


Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico.

- Sêneca

O dia que chegar, chegou. Pode ser hoje ou daqui a 50 anos. A única coisa certa é que ela vai chegar.

- Ayrton Senna