Emirados Árabes Unidos desenvolverá leis sobre carros autônomos e inteligência artificial

261

Plano de regulamentação foi apresentado no Fórum Econômico Mundial de 2018.

Emirados Árabes Unidos
Créditos: Metamorworks | iStock

Mohammad Al Gergawi, Ministro de Assuntos do Gabinete e do Futuro dos Emirados Árabes Unidos, apresentou, no Fórum Econômico Mundial de 2018, em Dubai, detalhes do plano de regulamentação que preparará o país para o futuro. A ideia é desenvolver leis que tratam de carros autônomos e inteligência artificial. O presidente, o sheik Khalifa, permitiu que o Gabinete conceda licenças para tecnologias futuras, garantindo que o país seja um exemplo para outros governos em todo o mundo.

O laboratório RegLab fornecerá um ambiente de teste seguro para novas tecnologias que ajudarão a estabelecer futuras leis sobre seu uso. O Ministro disse que eles analisarão “a legislação sobre carros autônomos, impressoras 3D e outros tipos de inteligência artificial que governos de todo o mundo estão tentando entender”. E pontuou que os países devem trabalhar juntos para o futuro do mundo.

Ele levou ao Fórum um dado impactante. De acordo com ele, “O efeito acumulativo dos países que não atualizam sua legislação foi de US$ 4 trilhões até o momento. Se um país tivesse esse dinheiro, estaria entre os mais ricos do mundo. Já vimos alguns estados se distanciarem dos outros e se voltarem para o protecionismo, mas essa não é a resposta”.

Al Gergawi disse que a ascensão de empresas como a Amazon e a Apple mostrou a rapidez com que a tecnologia avançava e que os governos de todo o mundo deveriam continuar se adaptando. Por isso, entende que é preciso trabalhar “como uma força-tarefa unida para desenvolver os objetivos da humanidade. O futuro está nas mãos daqueles que podem imaginá-lo e projetá-lo”.

O presidente do Fórum Econômico Mundial, Børge Brende, disse que pode haver conseqüências terríveis se o uso de inteligência artificial, incluindo drones e carros autônomos, não for devidamente regulamentado.

O Reino Unido está atualmente revisando suas leis para considerar a responsabilidade de  um veículo autônomo que se envolver em um acidente. Essa etapa precede a permissão de colocar esses carros nas estradas. Brende disse que estamos apenas no começo de entender os desafios da fronteira digital. (Com informações do The National.)

DEIXE UMA RESPOSTA