Homem é condenado a 20 anos de prisão por trote na Swat

31
Ato chamado de “swatting” tornou-se prática comum no exterior Um homem foi condenado a 20 anos de prisão nos EUA após passar um trote na Swat, grupo especial da polícia norte-americana. Esses atos, chamados de swatting, tornaram-se comuns nos Estados Unidos nos últimos anos. Créditos: Scyther5 | iStock Normalmente, um jogador de algum jogo de guerra usa o áudio dos personagens para enganar os policiais e levá-los até determinado endereço. No caso em questão, a “brincadeira” terminou com a morte de uma pessoa. As informações são do site Tecmundo. O apenado, Tyler Barriss, já é conhecido por aplicar esses trotes. Mas, dessa vez, a “pegadinha” foi feita contra ele. Dois jogadores de Call of Duty disputavam para ver quem seria o melhor em fazer essas brincadeiras com as autoridades. Com o acirramento da disputa, um deles contatou Barriss pedindo que passasse o trote afirmando haver um sequestro em andamento. Porém, o endereço passado ao profissional era de uma pessoa que nada tinha com a disputa. Quando a polícia chegou ao endereço mencionado na ligação, o morador da residência estranhou a movimentação policial e, ao abrir a porta para verificar o que estava acontecendo, foi alvejado pela polícia. O policial que

Este conteúdo é restrito para usuários cadastrados do site e é GRÁTIS. Cadastre-se GRATUITAMENTE e tenha acesso já ao conteúdo. Se já for cadastrado, faça o login. Para novos usuários basta preencher o cadastro.

Login de usuários cadastrados