STF desmente fake news sobre regalias para Gilmar Mendes em voos da FAB

Fake News
Créditos: juststock / iStock

O Supremo Tribunal Federal (STF) lançou em janeiro um espaço para checagem de informações, o “Verdades do STF”. Foi por meio deste espaço, que a corte divulgou nesta quarta-feira (12),  esclarecimento sobre uma noticia falsa que vem sendo circulando em redes sociais sobre regalias proporcionadas ao mininistro Gilmar Mendes em voos da FAB.

Segundo a notícia falsa, que circula desde 2018,  Mendes teria viajado em voos da Força Aérea Brasileira (FAB) e que as supostas regalias teriam sido suspensas pelo brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato.

O ministro teria exigido água e jantar especial no voo. Embora já tenha sido desmentida desmentida por agências de checagem, a fake news voltou a circular nas últimas semanas.

De acordo com a publicação do Supremo, o Decreto 10.267/2020 deixa claro que somente o presidente do STF pode requerer transporte oficial da FAB, possibilidade vedada aos demais ministros. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral pode requerer o transporte, mas Gilmar Mendes deixou a presidência do TSE em 2018. Além disso, Rossato não é mais comandante da FAB desde janeiro de 2019, cargo atualmente exercido pelo brigadeiro Carlos de Almeida Baptista Junior.

A Suprema Corte reitera o alerta para a importância da checagem de informações suspeitas, como forma de evitar a propagação de fake news com o nome de autoridades ou da instituição. Antes de compartilhar informações, verifique se a fonte é segura.

Com informações do Supremo Tribunal Federal.

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA