Multa aplicada a Amazon é a maior história da União Europeia

vazamento de arquivos na nuvem
Créditos: jetcityimage | iStock

Por ter quebrado as regras da GDPR, a lei geral de proteção de dados União Europeia, a Amazon foi multada em 746 milhões de euros (cerca de R$ 4,5 bilhões). A multa aplicada à companhia fundada por Jeff Bezos é a maior já registrada por sanções do tipo na União Europeia. Até então, o posto era ocupado por uma multa de 50 milhões de euros imposta ao Google em 2019.

A penalização foi aplicada há duas semanas pela Comissão Nacional de Proteção de Dados de Luxemburgo (CNPD), país onde está localizada a sede europeia da gigante varejista. Segundo o órgão regulador, a Amazon não está realizando o processamento de dados pessoais da maneira correta.

Em um comunicado enviado à agência de notícias Bloomberg na sexta-feira (30), a Amazon informou que discorda da decisão do órgão regulador e deve recorrer. A companhia ressaltou ainda que “não houve violação de dados e nenhuma informação de clientes foi exposta a terceiros”.

“A decisão sobre como mostramos aos clientes publicidade relevante depende de interpretações subjetivas e não testadas da lei de privacidade europeia, e a multa proposta é totalmente desproporcional mesmo com essa interpretação”, concluiu.

Com informações do Tribunal de Justiça do Acre.


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000