BETS: entra em vigor lei que tributa apostas on-line e define regras para a exploração do serviço

Data:

BETS: entra em vigor lei que tributa apostas on-line e define regras para a exploração do serviço | Juristas
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva na cerimônia de instalação do Conselho da Federação no Palácio do Planalto. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Lei 14.790/23, que regulamenta as apostas esportivas on-line, entrou em vigor após ser sancionada pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, com alguns vetos. A norma abrange empresas e apostadores, estabelecendo diretrizes para a exploração do serviço e determinando a partilha da arrecadação, entre outros pontos relevantes.

A legislação visa principalmente normatizar as apostas de cota fixa, conhecidas como bets, onde o apostador conhece a taxa de retorno no momento da aposta, comumente relacionadas a eventos esportivos. Além disso, a lei engloba apostas virtuais, físicas, eventos esportivos reais, jogos on-line e eventos virtuais de jogos on-line.

BETS: entra em vigor lei que tributa apostas on-line e define regras para a exploração do serviço | Juristas
Bets / Apostas esportivas - Joédson Alves/ Agência Brasil
(Política)

Conforme o texto, as empresas que exploram esse serviço poderão destinar 88% do faturamento bruto para o custeio da atividade. Dessa receita, 2% serão destinados à Contribuição para a Seguridade Social, enquanto os 10% restantes serão distribuídos entre áreas como educação, saúde, turismo, segurança pública e esporte.

A parte relativa à tributação sobre as apostas entrará em vigor em abril, enquanto outras regras aguardam regulamentação governamental. Alguns pontos foram vetados, sob a justificativa de inconstitucionalidade e contrariedade ao interesse público, seguindo recomendação do Ministério da Fazenda.

Emendas à Constituição de Goiás sobre novo regime fiscal são suspensas pelo STF
Créditos: Foryou13 | iStockets

Um dos vetos diz respeito à isenção de Imposto de Renda para ganhos abaixo da primeira faixa do IR (R$ 2.112), estabelecendo uma alíquota de 15% sobre qualquer valor obtido pelos apostadores. Outro veto foi em relação à isenção do imposto de renda sobre a primeira faixa de tributação para prêmios obtidos em títulos de capitalização na modalidade filantropia premiável.

A análise dos vetos ocorrerá posteriormente pelo Congresso Nacional, podendo ser mantidos ou derrubados em sessão conjunta da Câmara dos Deputados e Senado Federal.

Com informações da Agência Senado.


Você sabia que o Portal Juristas está no FacebookTwitterInstagramTelegramWhatsAppGoogle News e Linkedin? Siga-nos!

Ricardo Krusty
Ricardo Krusty
Comunicador social com formação em jornalismo e radialismo, pós-graduado em cinema pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Deixe um comentário

Compartilhe

Inscreva-se

Últimas

Recentes
Veja Mais

5ª Edição do International Insolvency Law Conference: um encontro de destaques no campo jurídico internacional

Estão oficialmente abertas as inscrições para a 5ª Edição do International Insolvency Law Conference, um evento imperdível que reunirá profissionais e pesquisadores de destaque no campo da insolvência empresarial. Marcado para os dias 7 e 9 de março, este congresso promete ser um ponto de convergência para diálogos significativos e análises profundas sobre temas cruciais relacionados à recuperação judicial, recuperação extrajudicial e falência, tanto em âmbito nacional quanto internacional.

Dono de imóvel no RN será indenizado por concessionária de energia após danos causados em imóvel após troca de poste

A Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) e uma empresa contratada por esta foram condenadas a indenizar um consumidor em R$ 25 mil por danos materiais causados durante a troca de postes no município de Caicó-RN. A decisão da 2ª Vara da comarca também determinou o pagamento de R$ 10 mil por danos morais ao proprietário do imóvel, com juros e correção monetária, pela concessionária de energia. Além disso, foi autorizado o levantamento de R$ 2.700,00 em aluguéis.

Procon-SP notifica Uber para explicar política de preços

O Procon-SP emitiu uma notificação nesta sexta-feira (23) para o aplicativo de transporte Uber, solicitando explicações sobre sua política de preços, conhecida como tarifa dinâmica. Nesse sistema, o valor das corridas pode variar com base na demanda, o que pode impactar especialmente em dias com problemas no transporte público, como interrupções no metrô.

UFSC não é responsável por furto de veículo em estacionamento público, decide justiça

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) não será obrigada a indenizar uma ex-funcionária do Hospital Universitário (HU) pelo furto de seu veículo em um estacionamento do campus aberto ao público. A decisão foi tomada pela 5ª Vara Federal de Blumenau, que considerou que, como o local do furto era de acesso público e gratuito, a universidade não tinha o dever de vigilância.