Justiça do DF divulga dados sobre paridade de gênero na corte

Data:

igualdade salarial de gênero
Créditos: Brian A Jackson | iStock

A partir de março deste ano, entrou em vigor em todos os tribunais do país a Resolução CNJ nº. 540/2023, que estabelece diretrizes para a promoção da paridade de gênero, com uma perspectiva interseccional de raça e etnia, no Poder Judiciário. Como parte desse movimento, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) passou a divulgar essas regras em seu site, permitindo acesso a toda a população.

As normas têm como objetivo assegurar a equidade de gênero e raça entre servidores e magistrados. Uma das medidas aprovadas por unanimidade foi a Resolução CNJ nº 525/2023, que determina que os Tribunais de 2º grau devem utilizar uma lista exclusiva para mulheres, alternando-a com a lista mista tradicional de magistrados, durante as promoções por merecimento.

Ouvidoria dos Tribunais Brasileiros
Créditos: Zolnierek / iStock

Segundo o Diagnóstico de Diversidade do TJDFT de 2022, 53,6% dos servidores são mulheres, enquanto 46,4% são homens, refletindo a média da população do DF. No entanto, quando se trata de diversidade racial, há uma predominância de pessoas brancas, com uma baixa representação de servidores negros.

Já entre os magistrados, quase 60% são homens. Ao analisar especificamente os desembargadores, essa disparidade é ainda maior, com 72% do gênero masculino, seguindo uma tendência nacional.

A divulgação desses dados pelo TJDFT reflete o compromisso do tribunal com a transparência e com a promoção da igualdade de gênero e racial dentro da instituição, alinhando-se aos princípios estabelecidos pela Resolução CNJ nº. 540/2023 e buscando criar um ambiente mais inclusivo e representativo no Poder Judiciário.

Com informações do Supremo Tribunal Federal (STF).


Você sabia que o Portal Juristas está no FacebookTwitterInstagramTelegramWhatsAppGoogle News e Linkedin? Siga-nos!

Notícias, modelos de petição e de documentos, artigos, colunas, entrevistas e muito mais: tenha tudo isso na palma da sua mão, entrando em nossa comunidade gratuita no WhatsApp.

Basta clicar aqui: https://bit.ly/zapjuristas

Ricardo Krusty
Ricardo Krusty
Comunicador social com formação em jornalismo e radialismo, pós-graduado em cinema pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Deixe um comentário

Compartilhe

Inscreva-se

Últimas

Recentes
Veja Mais

Guia Completo para Obter um Visto de Trabalho em Portugal: Passo a Passo para Profissionais Internacionais

Mudar-se para Portugal é um sonho para muitos devido ao seu clima ameno, qualidade de vida elevada e rica cultura histórica. Para profissionais de fora da União Europeia, uma das vias principais para realizar esse sonho é através da obtenção de um visto de trabalho. Este guia abrangente fornece um passo a passo detalhado sobre como aplicar para um visto de trabalho em Portugal, incluindo dicas essenciais e requisitos legais.

Como funciona a obtenção de múltiplas cidadanias?

A obtenção de múltiplas cidadanias pode ocorrer de várias maneiras, dependendo das leis e regulamentos de cada país envolvido. Aqui está uma visão geral dos principais métodos pelos quais uma pessoa pode adquirir mais de uma cidadania:

Uma pessoa pode ter diversos passaportes e nacionalidades?

Sim, uma pessoa pode possuir diversos passaportes e nacionalidades, em um arranjo conhecido como dupla ou múltipla cidadania. Isso significa que ela é reconhecida como cidadã por mais de um país e pode usufruir dos direitos e benefícios associados a cada uma das suas nacionalidades.

O que é o NIF em Portugal?

O NIF (Número de Identificação Fiscal) em Portugal é um número único atribuído aos contribuintes para efeitos de tributação e outras atividades administrativas relacionadas com as finanças do Estado. Este número é essencial para a identificação dos cidadãos nas suas relações com a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) de Portugal, bem como em diversas transações financeiras e legais no país.