Neymar move processo por difamação contra influenciadora trans

Data:

Neymar move processo por difamação contra influenciadora trans | Juristas
Neymar da Silva de Paris Saint-Germain Fc durante o jogo da Liga dos Campeões da Uefa Grupo H entre Paris Saint Germain Fc e Juventus Fc no Parc des Princes em 6 de setembro de 2022 em Paris, França . — Foto de canno73

O jogador Neymar entrou com um processo por difamação contra a influenciadora trans Sophia Barclay. A ação, movida esta semana no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), visa uma indenização mínima de R$ 100 mil em razão de declarações dadas por Barclay em entrevistas concedidas a diferentes veículos.

Sophia Barclay afirmou publicamente ter tido relações íntimas com Neymar e o surfista Pedro Scooby durante uma festa. Segundo as declarações da influenciadora, o episódio teria ocorrido em dezembro de 2021, e Neymar teria proposto um contrato de sigilo para manter a privacidade do suposto romance, sob pena de multa de R$ 20 mil.

Os advogados de Neymar alegam que as afirmações de Barclay atingiram a "dignidade, imagem e reputação" do jogador. O processo cita pelo menos três veículos nos quais Sophia concedeu entrevistas, ressaltando que um deles retirou o conteúdo do ar devido à falta de indícios de veracidade nos relatos.

Neymar solicitou segredo de Justiça ao processo, aguardando a decisão do tribunal. A petição destaca que as declarações de Barclay foram feitas durante um período em que o jogador mantinha um relacionamento com Bruna Biancardi. A influenciadora trans afirmou não ter conhecimento do processo e ainda não foi notificada oficialmente.

Reconheço meu erro em ter exposto informações intimas dos mesmos, peço desculpas publicamente aos envolvidos ao assunto que foi pautado publicamente, disse a influenciadora que afirma estar sendo ameaçada de morte por fãs de Neymar. "Desde toda repercussão tenho tido crises de pânico, tive que me mudar de endereço diversas vezes, nunca quis me beneficiar sobre tudo isso, recebi inúmeros convites para falar sobre o assunto em diversas emissoras, podcast e até mesmo convites para reality, e venho negando", afirmou.

Neymar move processo por difamação contra influenciadora trans | Juristas
Neymar da Silva de Paris Saint-Germain Fc durante o jogo da Liga dos Campeões da Uefa Grupo H entre Paris Saint Germain Fc e Juventus Fc no Parc des Princes em 6 de setembro de 2022 em Paris, França . — Foto de canno73

A defesa de Neymar afirma que a ofensa à honra está "precisamente contida nas afirmações que ela fez a respeito da vida privada e íntima" do jogador. Os advogados dizem que "ao tentar reduzi-lo a um contexto inescrupuloso de sodomia", as falas de Sophia ofendem "a dignidade, a reputação e a imagem" do craque. Sodomia é a prática de sexo anal.

Os advogados de Neymar ainda dizem que Sophia "extrapolou os limites da liberdade de expressão", ao dizer que "ele rege as suas relações pessoais, íntimas e amorosas com contratos, que ele tem relações quando ele não goza plenamente das suas faculdades mentais, que ele promoveu aglomerações em tempos de pandemia e que ele participou de atos descritos por ela mesma como inescrupulosos e escatológicos em um contexto de sodomia, com o propósito de, assim, ofender a honra e macular a reputação dele".

Com informações do UOL.


Você sabia que o Portal Juristas está no FacebookTwitterInstagramTelegramWhatsAppGoogle News e Linkedin? Siga-nos!

Ricardo Krusty
Ricardo Krusty
Comunicador social com formação em jornalismo e radialismo, pós-graduado em cinema pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Deixe um comentário

Compartilhe

Inscreva-se

Últimas

Recentes
Veja Mais

5ª Edição do International Insolvency Law Conference: um encontro de destaques no campo jurídico internacional

Estão oficialmente abertas as inscrições para a 5ª Edição do International Insolvency Law Conference, um evento imperdível que reunirá profissionais e pesquisadores de destaque no campo da insolvência empresarial. Marcado para os dias 7 e 9 de março, este congresso promete ser um ponto de convergência para diálogos significativos e análises profundas sobre temas cruciais relacionados à recuperação judicial, recuperação extrajudicial e falência, tanto em âmbito nacional quanto internacional.

Dono de imóvel no RN será indenizado por concessionária de energia após danos causados em imóvel após troca de poste

A Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) e uma empresa contratada por esta foram condenadas a indenizar um consumidor em R$ 25 mil por danos materiais causados durante a troca de postes no município de Caicó-RN. A decisão da 2ª Vara da comarca também determinou o pagamento de R$ 10 mil por danos morais ao proprietário do imóvel, com juros e correção monetária, pela concessionária de energia. Além disso, foi autorizado o levantamento de R$ 2.700,00 em aluguéis.

Procon-SP notifica Uber para explicar política de preços

O Procon-SP emitiu uma notificação nesta sexta-feira (23) para o aplicativo de transporte Uber, solicitando explicações sobre sua política de preços, conhecida como tarifa dinâmica. Nesse sistema, o valor das corridas pode variar com base na demanda, o que pode impactar especialmente em dias com problemas no transporte público, como interrupções no metrô.

UFSC não é responsável por furto de veículo em estacionamento público, decide justiça

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) não será obrigada a indenizar uma ex-funcionária do Hospital Universitário (HU) pelo furto de seu veículo em um estacionamento do campus aberto ao público. A decisão foi tomada pela 5ª Vara Federal de Blumenau, que considerou que, como o local do furto era de acesso público e gratuito, a universidade não tinha o dever de vigilância.