Ministério da Transparência participa da segunda fase da Operação Tarja Preta

Negado trâmite a HC de agente fiscal denunciado em operação policial
Créditos: Lukas Gojda / Shutterstock.com

Objetivo é aprofundar investigações de desvios de medicamento na Prefeitura de Naviraí (MS)

O Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) participa, nesta quarta-feira (24), em Naviraí (MS), da segunda fase da Operação Tarja Preta. O trabalho é realizado em parceria com a Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF). O objetivo é aprofundar as investigações que desarticularam, em junho passado, um esquema na Gerência de Saúde da Prefeitura Municipal de desvio de medicamentos adquiridos com recursos federais.

Na primeira fase da Operação, constatou-se que agentes públicos da Prefeitura registraram nos sistemas mais de R$ 530 mil como “perdas” de estoque, com o intuito de dissimular o desvio de remédios. Na ocasião, a CGU também verificou dificuldade de acesso ou a não apresentação de documentos relativos aos processos licitatórios de aquisição de medicamentos, bem como das despesas realizadas. Os fatos dizem respeito à gestão municipal entre 2013 e 2016.

A segunda fase tem a colaboração de 20 policiais federais e auditores da CGU. A ação consiste no cumprimento de mandados de busca e apreensão em uma farmácia e em uma residência de indivíduo suspeito de participação direta na organização criminosa. Além de novos documentos que corroborem as provas já trazidas, espera-se descobrir outras fraudes praticadas.

 

Fonte: Controladoria-Geral da União

Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico.

- Sêneca

O dia que chegar, chegou. Pode ser hoje ou daqui a 50 anos. A única coisa certa é que ela vai chegar.

- Ayrton Senna