Microsoft pede regulamentação de reconhecimento facial pelos governos

51
Por meio do blog oficial da empresa, o líder do conselho da Microsoft, Brad Smith, pediu aos governos que regulamentem o desenvolvimento, a criação e as formas do uso da tecnologia de reconhecimento facial. Créditos: Metamorworks | iStock Ele sugere que os testes dos sistemas dessa tecnologia sejam feitos de forma independente para garantir a neutralidade, assegurar a precisão e proteger os direitos individuais. Até o momento, o reconhecimento facial está sendo utilizado em desbloquear o smartphone ou autorizar pagamentos por dispositivos. Mas empresas como Amazon e Facebook trazem outras aplicações. A Amazon, em conjunto com autoridades policiais norte-americanas, trabalha com programas capazes de reconhecer pessoas em meio à multidão, mas os resultados são ruins. O Facebook aplica a tecnologia para marcar pessoas nas fotos em grande escala. O conselheiro aponta que o mau uso dessa tecnologia pode causar danos físicos e morais às pessoas, comprometendo direitos humanos fundamentais. E pontua que essas grandes empresas que utilizam a tecnologia em larga escala serão as responsáveis pelos problemas. Para ele, “quando combinada com câmeras onipresentes, poder de computação massivo e armazenamento em nuvem, um governo poderia usar uma tecnologia de reconhecimento facial para conseguir vigiar continuamente indivíduos específicos.” (Com informações do

Este conteúdo é restrito para usuários cadastrados do site e é GRÁTIS. Cadastre-se GRATUITAMENTE e tenha acesso já ao conteúdo. Se já for cadastrado, faça o login. Para novos usuários basta preencher o cadastro.

Login de usuários cadastrados