Juíza afirma que saúde de João de Deus não exige atuação de cardiologista.

Defesa havia solicitado transferência de João de Deus para hospital particular.

joão de deus
Créditos: francescoch | iStock

A juíza Marli de Fátima Naves enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um documento nesta sexta-feira (4) afirmando que até o momento não há necessidade de que João de Deus receba atendimento especializado em cardiologia.

O presidente do STF e responsável pela análise do pedido de habeas corpus do médium, ministro Dias Toffoli, havia feito questionamentos a respeito da saúde dele.

A magistrada contrariou o pedido da defesa que havia solicitado a transferência de João de Deus da cadeia para um hospital para tratar problemas no coração.

A juíza pontuou que telefonou para a diretoria do Núcleo de Custódia e recebeu a informação de que o médium “recebeu a visita de quatro advogados e não apresentou nenhuma queixa acerca de seu estado de saúde”. E ainda que todas as informações e documentos serão enviados ao Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) e ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para que tais cortes possam analisar os méritos nelas impetrados. (Com informações do G1.)

DEIXE UMA RESPOSTA