Empresa e sindicato indenizarão trabalhador avulso por acidente de trabalho

141
Decisão é do TRT-23. Créditos: Tommaso79 | iStock A 2ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (TRT-23) manteve a obrigação de uma empresa e do sindicato da categoria a pagarem uma reparação por danos material, estético e moral a um trabalhador avulso por acidente de trabalho. De acordo com a turma, para afastar a responsabilidade, seria necessário provar que a vítima era culpada e que o fato aconteceu independentemente de eventual descumprimento de deveres por parte do empregador, o que não ocorreu. O trabalhador caiu em um poço do elevador de soja ao pisar na sua tampa, feita de zinco, não suportando o peso de um homem. Ele quebrou a bacia, teve fraturas expostas no joelho esquerdo e no tornozelo, e, apesar das várias cirurgias, apresentou perda total e permanente da capacidade de exercer suas funções (tarefas exclusivamente braçais). Por isso, ajuizou reclamação trabalhista contra a empresa tomadora de serviço e o Sindicato dos Trabalhadores na Movimentação de Mercadorias em Geral de Lucas do Rio Verde (MT). A juíza de primeira instância condenou ambas as rés de forma solidária ao entender que o trabalhador fez o mesmo que os demais empregados da empresa ré faziam, que saíam

Este conteúdo é restrito para usuários cadastrados do site e é GRÁTIS. Cadastre-se GRATUITAMENTE e tenha acesso já ao conteúdo. Se já for cadastrado, faça o login. Para novos usuários basta preencher o cadastro.

Login de usuários cadastrados