Juiz catarinense condena falso advogado que cobrou para atuar em processo já arquivado

tempo oab
Créditos: ijeab | iStock

O juiz Sérgio Luiz Junkes, titular da 1ª Vara Criminal da comarca de Lages condenou um homem pela prática de estelionato ao se apresentar, de forma fraudulenta, como advogado, tendo cobrado R$ 500 pelos serviços advocatícios que prestaria à vítima em uma ação trabalhista.

A vítima conta nos autos (0009241- 81.2013.8.24.0039), que o cidadão se apresentou como advogado para “pegar a causa” e dar andamento em processo que demorava para ser julgado e era patrocinado, na época, por um advogado dativo. Ao fechar o negócio, a vítima foi informada pelo acusado que o processo estava “caminhando” a passos lentos. Desconfiado da situação, o homem que caiu no golpe dirigiu-se ao Fórum e soube que processo estava arquivado.

efeitos advogados trabalhistas
Créditos: Antonio Guillem | iStock

Ao comentar sobre o fato, a vítima descobriu que um conhecido também tinha pago pelos serviços ao estelionatário, descobrindo também que ele sequer era advogado e acionou a justiça.

O falso advogado, que teve a pena fixada em um ano e quatro meses de reclusão, em regime fechado, poderá recorrer em liberdade.

Com informações do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC).


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira seu registro digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por e-mail ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000.

DEIXE UMA RESPOSTA