Gleisi Hoffmann quer explicações de Raquel Dodge por abuso de autoridade

38
 
abuso de autoridade
Créditos: Wildpixel | iStock

Pelas redes sociais, a senadora Gleisi Hoffmann, presidenta do PT, informou que solicitará uma convocação no Senado para que Raquel Dodge, procuradora-geral da República, Raquel Dodge, dê explicações sobre o episódio em que atuou para manter preso o ex-presidente Lula.

Ela anunciou a conduta após entrevista do diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro, ao jornal Estadão. O diretor detalhou como a ordem judicial que determinou a soltura de Lula foi descumprida, relatando que os desembargadores Gebran Neto e Thompson Flores, além de Raquel Dodge, ligaram para a Polícia Federal para fazer com que o alvará de soltura não fosse cumprido.

Galloro disse: “Concluímos que iríamos cumprir a decisão do plantonista do TRF-4. Falei para o ministro Raul Jungmann (Segurança Pública): ‘Ministro, nós vamos soltar’. Em seguida, a Raquel Dodge me ligou e disse que estava protocolando no STJ contra a soltura. ‘E agora?’ Depois foi o Thompson quem nos ligou. ‘Eu estou determinando, não soltem’. O telefonema dele veio antes de expirar uma hora. Valeu o telefonema”.

A presidenta do PT entendeu que a interferência da procuradora-geral na configura “abuso de autoridade”. Para Gleisi, “Raquel Dodge tem explicações a dar ao Senado da República. Qual a justificativa para ligar na PF do Paraná determinando ñ cumprir ordem judicial, ignorando caminho processual. Espero que o Senado aprove a convocação que iremos apresentar e a investigação sobre seu abuso de autoridade”. (Com informações do Revista Fórum.)