Juiz fez representação contra advogado que o chamou de ‘depravado’ e ‘Capitão Gay’

401

O advogado já é conhecido pelos seus termos pouco comuns em processos judiciais e foi suspenso ano passado por ameaçar o mesmo juiz.

depravado
Créditos: Artisteer | iStock

O juiz de direito Frederico dos Santos, da 4ª Vara Cível de Santos, fez representação contra o advogado Valdir Montanari após ele, em processo judicial, usar os termos “depravado” e “capitão gay” para se referir ao magistrado. 

No presente caso, o advogado afirma que o juiz “tem um milhão de defeitos”, sendo que “um deles é se achar superior a Deus”. E continua: “Outro fato é o de ficar circulando pelas cercanias dos bairros Gonzaga, Vila Rica e adjacências, exercendo a prática de homossexualismo. Ou seja, é um juiz depravado, que não sabe se comportar como mandam os preceitos da magistratura”.

Por fim, acrescenta que não é homofóbico, mas que não admite comportamento “reprovável” por parte do juiz, dizendo que pode comprovar por testemunhas que o magistrado “ostenta nos meios em que circula o apelido de Capitão Gay”.

Montanari diz ainda que o Estatuto da Advocacia e da OAB permite críticas feitas a um juiz por um advogado quando seu trabalho profissional “deixa muito a desejar”. (Com informações do G1.)

DEIXE UMA RESPOSTA