Polícia norte-americana encontra mais de 2 mil fetos na casa de médico que fazia abortos

304
abortos
Créditos: maki_shmaki | iStock

Ulrich Klopfer, médico que realizava abortos nos Estados Unidos, faleceu em 3 de setembro aos 79 anos. Após alguns dias, sua família encontrou na casa do médico, em Illinois, mais de 2 mil fetos e relatou à polícia. 

O médico teve sua licença revogada em 2016. Ele era dono de uma clínica em South Bend, Indiana, que foi fechada. Ele foi acusado de não reportar um aborto realizado em uma menina de 13 anos e de garantir que havia equipe para lhe assistir durante os procedimentos.

Os procuradores-gerais disseram que realizarão a investigação e que “Esta assombrosa descoberta na casa de um médico morto é chocante”. Não há informações sobre atividades criminosas envolvendo a posse dos restos mortais na casa de Klopfer.

O The New York Times disse que Klopfer era descrito “como um dos mais prolíficos médicos na área de aborto, com dezenas de milhares de procedimentos feitos, durante décadas”. Na audiência, ele deu sua opinião: “Mulheres engravidam, homens, não. Nós temos de respeitar os direitos das mulheres fazerem o que é melhor para a vida delas. Não estou aqui para ditar ninguém. Não estou aqui para julgar ninguém”.

(Com informações do Uol)

Leia também:          

Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Acesse a plataforma de assinatura de documentos com certificado digital de maneira fácil e segura.

Siga o Portal Juristas no Facebook, Instagram, Google News, Pinterest, Linkedin e Twitter.

DEIXE UMA RESPOSTA