Apple é condenada a indenizar consumidora por aparelho com defeito

Data:

Smartphone Iphone Apple
Créditos: Seremin / Depositphotos

A 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais do Distrito Federal, por unanimidade, confirmou a decisão que condenou a Apple Computer Brasil LTDA a indenizar uma consumidora que adquiriu um aparelho celular com defeitos. A sentença estipulou o valor de R$ 7.669,00 a ser restituído à autora e determinou que a empresa recolhesse o aparelho da cliente em 30 dias, sob pena de perda definitiva do bem.

Segundo a consumidora, que adquiriu o celular da Apple em outubro de 2022 por R$ 7.669,00, o produto apresentou defeitos na mesma semana. Ela alegou ter tentado resolver o problema de forma amigável, sem sucesso, o que resultou em diversos transtornos.

Apple é condenada a indenizar consumidora por aparelho com defeito | Juristas
Créditos: ViewApart / iStock.com

A Apple contestou, argumentando a inexistência de vício no produto e a falta de comprovação do defeito pela consumidora. Alegou também que, caso houvesse algum vício, não seria decorrente de conduta praticada pela empresa. Além disso, afirmou que a cliente não buscou resolver a questão administrativamente.

O colegiado, ao julgar o caso, fundamentou-se no Código de Defesa do Consumidor, que estabelece que, caso o defeito não seja corrigido em 30 dias, o consumidor tem o direito de exigir outro produto da mesma espécie ou a restituição imediata e atualizada do valor pago. O relator do processo (0706902-35.2023.8.07.0006) destacou os diversos defeitos comprovados apresentados pelo aparelho da Apple.

“Superado o prazo legal de 30 dias sem a solução do problema, mostra-se devida a condenação da recorrente na obrigação de ressarcir à recorrida a quantia por ela paga no aparelho celular, uma vez que devidamente comprovadas suas alegações por meio dos documentos”, finalizou o relator.

Com informações do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT).


Você sabia que o Portal Juristas está no FacebookTwitterInstagramTelegramWhatsAppGoogle News e Linkedin? Siga-nos!

Ricardo Krusty
Ricardo Krusty
Comunicador social com formação em jornalismo e radialismo, pós-graduado em cinema pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Deixe um comentário

Compartilhe

Inscreva-se

Últimas

Recentes
Veja Mais

A Influência da Identidade Visual na Força da Marca

A Influência da Identidade Visual na Força da Marca Definição...

Marcas Notoriamente Conhecidas: Proteção e Exemplos no Brasil

No mundo dos negócios, algumas marcas alcançam um nível de reconhecimento tão alto que se tornam notoriamente conhecidas. Essas marcas gozam de uma proteção especial, mesmo que não estejam registradas em todas as classes de produtos ou serviços. Este artigo aborda o conceito de marcas notoriamente conhecidas, a proteção legal conferida a elas no Brasil e exemplos de marcas que se enquadram nessa categoria.

Modelo de recurso contra multa por não obedecer à sinalização de trânsito

Modelo para recurso contra multa por não obedecer à...

TJSP invalida venda de empresa por inclusão de crédito do qual não é titular

A 1ª Câmara Reservada de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo, em julgamento estendido, declarou a invalidade da venda de uma empresa que incluía no preço final valores de precatórios dos quais não era titular, caracterizando uma operação de crédito a non domino.