TRF1 mantém decisão favorável à Caixa Econômica Federal e incorporadora em caso de cobrança de "Juros de Obra"

Data:

Concurso Público da CEFA 1ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) confirmou a sentença em favor da Caixa Econômica Federal (Caixa) e de uma empresa incorporadora de imóveis, rejeitando a apelação de um indivíduo que buscava a declaração de inexistência da obrigação de pagamento de taxa de evolução de juros de obra, em contrato de compra e venda de imóvel, além da restituição dos valores pagos e indenização por danos morais.

A compradora do imóvel recorreu da decisão argumentando a ilegalidade da cobrança da taxa de evolução de obra, conhecida como "juros de obra" ou "juros no pé", alegando que essa cobrança violava diversos princípios legais. No entanto, o relator do recurso (0002215-30.2014.4.01.3900    ), juiz federal convocado Pablo Baldivieso, destacou que o contrato entre a Caixa e a autora previa dois tipos de encargos: juros de evolução da obra durante a construção e prestações de retorno após a entrega do imóvel.

Indevidos juros compensatórios em ação de desapropriação sobre área de preservação permanente ou inexplorável economicamente
Créditos: sebra / Shutterstock.com

O magistrado baseou sua decisão em jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que considera legal a cobrança de juros antes da entrega das chaves de um imóvel, desde que observadas as condições contratuais. Contudo, ressaltou que essa cobrança deve ser realizada dentro do prazo estabelecido no contrato e de forma proporcional ao andamento da obra.

No caso em questão, como a Caixa exigiu o pagamento dos juros de obra dentro do prazo previsto no contrato, não houve ilegalidade na cobrança realizada. Portanto, a Turma decidiu por unanimidade negar provimento à apelação, mantendo a sentença de primeira instância.

Com informações do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1).


Você sabia que o Portal Juristas está no FacebookTwitterInstagramTelegramWhatsAppGoogle News e Linkedin? Siga-nos!

Ricardo Krusty
Ricardo Krusty
Comunicador social com formação em jornalismo e radialismo, pós-graduado em cinema pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Deixe um comentário

Compartilhe

Inscreva-se

Últimas

Recentes
Veja Mais

Como Obter o Visto Gold em Portugal: Guia Completo para Investidores Estrangeiros

Visto Gold (Golden Visa) em Portugal O visto Gold (Golden...

Guia Completo para Obter um Visto de Trabalho em Portugal: Passo a Passo para Profissionais Internacionais

Mudar-se para Portugal é um sonho para muitos devido ao seu clima ameno, qualidade de vida elevada e rica cultura histórica. Para profissionais de fora da União Europeia, uma das vias principais para realizar esse sonho é através da obtenção de um visto de trabalho. Este guia abrangente fornece um passo a passo detalhado sobre como aplicar para um visto de trabalho em Portugal, incluindo dicas essenciais e requisitos legais.

Como funciona a obtenção de múltiplas cidadanias?

A obtenção de múltiplas cidadanias pode ocorrer de várias maneiras, dependendo das leis e regulamentos de cada país envolvido. Aqui está uma visão geral dos principais métodos pelos quais uma pessoa pode adquirir mais de uma cidadania:

Uma pessoa pode ter diversos passaportes e nacionalidades?

Sim, uma pessoa pode possuir diversos passaportes e nacionalidades, em um arranjo conhecido como dupla ou múltipla cidadania. Isso significa que ela é reconhecida como cidadã por mais de um país e pode usufruir dos direitos e benefícios associados a cada uma das suas nacionalidades.