MPRO se compara ao Hulk ao defender combate à corrupção

Data:

Órgão se coloca como "vingador" e equipara outros heróis a áreas essenciais à população

O Ministério Público de Rondônia pensa ser um paladino da Justiça indestrutível. Pelo menos essa é a mensagem passada pelo órgão em uma paródia do filme Vingadores divulgada pela instituição.

O vídeo é baseado em uma cena do primeiro filme da saga que chega ao fim com Vingadores: Ultimato (Avengers Endgame, em inglês). Na "obra", o MPRO faz uma breve "análise" dos efeitos da corrupção no país enquanto o exército de Thanos invade Nova Iorque para destruir a humanidade.

Se não bastasse, o MPRO também compara os outros integrantes dos Vingadores a áreas essenciais de atendimento à população:

  • Viúva Negra - cidadania
  • Homem de Ferro - meio ambiente
  • Capitão América - segurança
  • Gavião Arqueiro - saúde
  • Thor - educação
MPRO se compara ao Hulk ao defender combate à corrupção | Juristas
Créditos: YouTube/Reprodução

Pegou mal

A publicação do vídeo não foi bem vista pela direção da instituição, sendo apagada logo em seguida após sua veiculação. O ato motivou, inclusive, manifestação do Procurador-Geral de Rondônia, Airton Pedro Marin Filho.

O chefe do MPRO negou que tenha autorizado qualquer publicação nesse sentido. Disse ainda que, assim que tomou conhecimento do fato, ordenou a retirada imediata do vídeo. "Verificou-se que a abordagem publicitária não guarda pertinência com a magnitude das atribuições institucionais e de seus membros", justificou.

Marin Filho também destacou que o MPRO "não pode ser confundido com personagens de ficção" e que a atuação do órgão deve sempre ser balizada pelo respeito à Constituição e às leis.

Vitória de Thanos?

Vale lembrar que em Vingadores: Guerra Infinita, terceiro filme da saga, Hulk é surrado por Thanos logo na primeira cena, após o titã destruir Asgard. O Juristas espera, sinceramente, que este não seja o mesmo destino do MPRO ou de Asgard, se for possível comparar a terra dos deuses nórdicos com o Brasil.

Confira o vídeo publicado pelo jornalista Reinaldo Azevedo em seu canal no YouTube:

Saiba mais:
Juristas
Juristashttp://juristas.com.br
O Portal Juristas nasceu com o objetivo de integrar uma comunidade jurídica onde os internautas possam compartilhar suas informações, ideias e delegar cada vez mais seu aprendizado em nosso Portal.

Deixe um comentário

Compartilhe

Inscreva-se

Últimas

Recentes
Veja Mais

Empresa de fotos e vídeos condenada por falha em filmagem de casamento

A 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) confirmou a decisão da Comarca de Lavras que responsabilizou uma empresa de fotografia e vídeo a pagar R$ 10 mil por danos morais e R$ 1,4 mil por danos materiais a uma noiva, devido a falhas na filmagem de seu casamento.

Homem trans será indenizado por não ter nome social reconhecido em registro bancário

A 18ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) alterou uma decisão inicial e determinou que um banco indenize um homem trans em R$ 10 mil por danos morais devido ao não reconhecimento do seu nome social nos registros bancários.

Justiça condena hospital, plano de saúde e médico a indenizar paciente por erro em cirurgia

A 14ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) confirmou uma decisão da Comarca de Belo Horizonte que responsabiliza um hospital, um médico anestesista e um plano de saúde pelo pagamento de indenizações à uma paciente, totalizando R$ 200 mil, divididos igualmente entre danos morais e estéticos.

TJ mineiro mantém condenação de motorista que atropelou idoso

A 18ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) confirmou uma decisão da Comarca de Monte Belo, no Sul de Minas, condenando um motorista a pagar R$ 100 mil por danos morais à esposa de um idoso que faleceu em um acidente de trânsito.