Pastor Silas Malafaia desafia a justiça a predê-lo afirmando ter vídeos-bomba

Data:

Pastor Silas Malafaia desafia a justiça a predê-lo afirmando ter vídeos-bomba | Juristas
Foto: Marcos Corrêa/PR (11/04/2019) Agência Brasil

Em entrevista ao canal da Rádio Brasil no YouTube, o pastor Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, lançou críticas indiretas ao Supremo Tribunal Federal (STF) e desafiou a justiça a prendê-lo.

Conhecido por seu apoio ao ex-presidente Jair Bolsonaro, Malafaia fez declarações explosivas, afirmando estar preparado para ser preso, psicologicamente, emocionalmente e fisicamente. Em um momento de desafio direto, ele declarou: "Se me prenderem, amigo, a coisa vai ficar bonita ao contrário".

O pastor insinuou possuir vídeos comprometedores nas mãos de terceiros e sugeriu que Bolsonaro também teria vídeos gravados e que, se fosse preso, seria solto, causando problemas para aqueles que o prenderem.

Durante a entrevista, Malafaia também fez referência ao ministro do STF, Alexandre de Moraes, que preside do inquérito que investiga atos contrários à democracia de 8 de janeiro, e recentemente negou o pedido de devolução do passaporte de Bolsonaro, apreendido pela Polícia Federal, chamando-o de "ditador da toga".

Essa não é a primeira vez que alguém alega possuir vídeos comprometedores como forma de escapar de problemas legais. No entanto, muitas vezes essas declarações não se concretizam, como no caso do publicitário Marcos Valério durante o escândalo do mensalão em 2005.

Malafaia encerrou a entrevista sem explicar o conteúdo dos supostos vídeos, deixando no ar uma aura de mistério sobre o que poderia vir à tona em caso de sua prisão.

Com informações do Portal Metróopoles.


Você sabia que o Portal Juristas está no FacebookTwitterInstagramTelegramWhatsAppGoogle News e Linkedin? Siga-nos!

Notícias, modelos de petição e de documentos, artigos, colunas, entrevistas e muito mais: tenha tudo isso na palma da sua mão, entrando em nossa comunidade gratuita no WhatsApp.

Ricardo Krusty
Ricardo Krusty
Comunicador social com formação em jornalismo e radialismo, pós-graduado em cinema pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Deixe um comentário

Compartilhe

Inscreva-se

Últimas

Recentes
Veja Mais

TJSP invalida venda de empresa por inclusão de crédito do qual não é titular

A 1ª Câmara Reservada de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo, em julgamento estendido, declarou a invalidade da venda de uma empresa que incluía no preço final valores de precatórios dos quais não era titular, caracterizando uma operação de crédito a non domino.

Mantida multa de empresa que vendia produtos fora do prazo de validade

A 13ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) confirmou a decisão da Vara de Viradouro, proferida pela juíza Débora Cristina Fernandes Ananias Alves Ferreira, que negou o pedido de anulação de uma multa aplicada pelo Procon a um estabelecimento comercial. O local foi multado em R$ 20,6 mil por vender produtos fora do prazo de validade.

Plano de saúde custeará exame genético para tratamento de síndrome

A 9ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) manteve a decisão da 10ª Vara Cível de Campinas, proferida pelo juiz André Pereira de Souza, que determinou que uma operadora de plano de saúde deve autorizar e custear a avaliação genética com pesquisa etiológica para um beneficiário portador da Síndrome de West.

Mantida condenação de mulher por estelionato

A 8ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a decisão da 21ª Vara Criminal da Capital, proferida pela juíza Luciane Jabur Mouchaloite Figueiredo, que condenou uma mulher por estelionato. A pena foi fixada em dois anos e seis meses de reclusão em regime semiaberto.