Facebook processa empresa por “compra de likes”

113

Companhia teria obtido até R$ 37 milhões às custas da rede social

O Facebook está processando uma empresa por “compra de likes”. A plataforma ajuizou a ação contra a empresa neozelandesa na Corte Federal dos EUA, onde alega que a ré e três de seus diretores usaram companhias e websites diversos para vender likes, visualizações e seguidores falsos para usuários do Instagram.

curtidas facebook
Créditos: Marchmeena29 | iStock

As informações são da Business Insider. Segundo a ação, os diretores da empresa teriam obtido até US$ 9,4 milhões (cerca de R$ 37 milhões). Antes, o Facebook enviou ultimatos aos diretores da empresa em julho e dezembro de 2018.

De acordo com os autos, “os réus interferiram e continuam a interferir com o serviço do Instagram, criando uma experiência não autêntica numa tentativa fraudulenta de influenciar os usuários para seu próprio enriquecimento”.

Saiba mais:

DEIXE UMA RESPOSTA