Canais de mídia online para advogados: qual escolher?

Canais de Mídia Online para Advogados
Créditos: Cristian Dina / Pexels

Quando falamos em canais de mídia online para advogados existem uma série de opções. Justamente por isso, advogados que iniciam no marketing jurídico online têm dúvidas sobre qual canal investir. É importante ter em mente que, independentemente dos canais escolhidos, ter um  planejamento e uma boa estratégia de marketing digital são essenciais para promover o escritório ou serviços jurídicos de forma efetiva.

No post de hoje vamos tratar um pouco sobre os principais canais de mídia online para advogados, vantagens e desvantagens de cada um, bem como, levantar questões relacionadas ao Código de Ética. Para escolher o canal certo para o seu escritório não deixe de conferir!

Canais de mídia online para advogados

Existem diversos canais de mídia online para advogados com finalidades diferentes. Embora todos esses canais possam ser usados por profissionais, é importante ter uma estratégia de marketing digital jurídico antes mesmo de escolher as mídias mais adequadas aos seus objetivos. Nessa estratégia, além de pensar o conteúdo, é fundamental conhecer o seu público e suas principais dúvidas de dores. Isso faz com que a seleção dos canais traga mais resultados no futuro.

Redes Sociais

Todas as redes sociais são bons canais para disseminar ações de marketing. Contudo, a escolha da melhor rede só poderá ser feita através da elaboração de uma estratégia. Para quem está começando e não conhece muito do seu público, o Facebook pode ser um bom começo. Essa é a rede social mais utilizada do mundo e devido ao grande número de usuários, potencialmente, ela pode conectar o advogado a mais clientes do seu nicho de atuação.

Contudo é importante ter em mente que a visibilidade nas redes é algo bastante limitado. Muitas vezes, sem impulsionamento dos posts ou realização de campanhas pagas, o advogado não consegue resultados. Isso sem mencionar o grande volume de postagens que precisam ser feitas para que o algoritmo favoreça a sua página.

Quando se trata de redes, o uso de plataformas como o YouTube, por exemplo, também pode ser algo interessante para o advogado. Isso porque o conteúdo feito em vídeo costuma gerar mais identificação e, portanto, aumentar o potencial de prospecção com clientes. 

Por fim, quem lida com um público corporativo e empresarial, o LinkedIn pode ser uma boa opção, além de ser uma rede social que favorece a visibilidade, sem a necessidade de pagar por campanhas pagas, como as demais.

Blogs

Muita gente acredita que, com a popularização das redes sociais e a facilidade de se criar conteúdo em vídeo, o blog é um canal pouco efetivo. Contudo, essa ideia é bastante equivocada. Afinal, a maioria das pessoas quando tem um problema ou uma dúvida ainda busca o Google para solucioná-la. Por essa razão, ter um blog com bons conteúdos e que estejam indexados nas primeiras páginas ainda é a melhor maneira de se aumentar o tráfego orgânico do seu site e, consequentemente, ampliar o potencial de prospecção. Esses conteúdos devem ser construídos com base nas dúvidas apresentadas por potenciais clientes, além de claro, devem ser criados com base na jornada do cliente. 

Ainda hoje o blog é um dos melhores canais para quem não tem muito tempo e muitos recursos para investir em marketing digital. Para advogados que estão nessa situação, o ideal é contratar um profissional de marketing de conteúdo para redigir posts diversos que atendam as dúvidas da sua clientela. 

Newsletters

As newsletters são uma ótima forma de manter o relacionamento com clientes ou potenciais clientes que já se mostraram interessados em contratar seus serviços. Elas são ótimas para manter seus clientes atualizados sobre assuntos de seu interesse, seja de alguma área específica do Direito, seja de atualizações sobre seu escritório ou marca. 

É importante destacar que o envio das newsletters deve ser feito apenas para pessoas que manifestaram seu interesse em recebê-la. Além disso, elas não podem ser configuradas como nenhum tipo de mala direta, algo que é vedado pelo Código de Ética da OAB.

A principal vantagem das newsletters é que elas auxiliam na fidelização de clientes e fazem com que o escritório seja sempre lembrado. Contudo, ela tem caráter apenas informativo, sendo vedada a promoção do escritório ou de serviços jurídicos diretamente. 

Qual canal escolher para o marketing jurídico do seu escritório?

É importante ter em mente que não existe uma resposta padrão quando se trata de escolher os melhores canais de mídia online para advogados. Tudo depende do objetivo traçado dentro da estratégia de marketing jurídico. 

Assim, se o advogado pretende ampliar seu potencial de prospecção, mas não tem tanto tempo para investir em marketing de conteúdo, o ideal é investir em um blog. Esse canal tem um forte potencial para conectar um escritório aos seus potenciais clientes. Mas para isso é essencial que o conteúdo seja planejado e estratégico, além de ser bem otimizado. 

Quem pretende melhorar o relacionamento e se aproximar de potenciais clientes, as redes sociais são um canal mais interessante. Elas podem ser usadas tanto para melhorar o networking como também para ter um contato mais próximo com potenciais clientes. 

Por fim, as newsletters são ótimos canais para melhorar o relacionamento, além de serem úteis para a revenda de serviços. Para ficar mais claro, imagine que saiu uma atualização de uma lei que confere novos direitos a pessoas que configuram como seus potenciais clientes. Em casos assim, a simples veiculação de uma lei informando essa atualização faz com que o cliente perceba a necessidade de entrar com uma ação na Justiça, ou mesmo, buscar uma consultoria mais específica. 

Como a newsletter, em geral, é disparada para clientes que já estão na base do escritório, dependendo do conteúdo veiculado, é possível que ligações e pedidos de orientação surjam imediatamente com o envio de uma news. 

Quando se trata de escolher os melhores canais de mídia para advogados, o profissional precisa ter em mente que não existe uma receita única. Muitos advogados sem qualquer experiência com marketing digital começam apostando em todos os canais, contudo essa estratégia costuma ser equivocada, já que todos esses canais precisam ser alimentados com frequência para trazer resultados. 

O ideal é traçar uma estratégia, reconhecer seu principal objetivo e escolher um canal que combine mais com ele. Esse exercício simples costuma gerar excelentes resultados para advogados, além de não sobrecarregar o profissional que já tem muitas tarefas para cumprir diariamente. 

Você prefere quais canais de mídia online para advogados? Veja também como usar as redes sociais com foco em resultados

*Artigo escrito em coautoria com Helga Lutzoff Bevilacqua

DEIXE UMA RESPOSTA