Aluno que ficou tetraplégico ao cair durante aula de judô em centro educacional municipal será indenizado

Criança com deficiência em condição de miserabilidade
Créditos: Wavebreakmedia | iStock

Foi mantida pela 8ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) a sentença que condenou o município de Pindamonhangaba a indenizar um aluno, que ficou tetraplégico ao cair durante aula de judô em centro educacional municipal. Pelos danos morais e materiais, a ré deve pagar R$ 100 mil de indenização aos pais, além de pensão alimentícia vitalícia no valor de três salários mínimos, desde a data do acidente que vitimou o autor, com juros e correção monetária.

Aluno que ficou tetraplégico ao cair durante aula de judô em centro educacional municipal será indenizado | Juristas
Créditos: Billion Photos/Shutterstock.com

Segundo os autos (0005221-36.2013.8.26.0445), o aluno passou a necessitar de necessita de alimentação especial, fisioterapia, fraldas, medicamentos, terapia, consultas médicas frequentes com diferentes especialistas, situação se agravou diante dos poucos recursos financeiros da família.

O desembargador Ponte Neto, relator do recurso, afirmou que houve falha da Administração Pública, que se omitiu quanto ao dever de fiscalizar e evitar o acidente, preservando o bem-estar e a integridade física do aluno dentro de um espaço gerido pelo ente público. “A todo efeito, é de se ter que a atividade do judô pressupõe intenso contato físico, de modo a exigir o máximo de monitoramento pelos responsáveis na execução dos movimentos, justamente pelas graves consequências que podem advir da realização incorreta desses”, ponderou.

Pessoas com deficiência têm prioridade no pagamento de passivos da Justiça Federal
Créditos: thodonal88 / Shutterstock.com

Para ele, o acidente e os danos sofridos, são incontestáveis. O magistrado considerou a Administração Pública omissa e negligente, “sendo certa a existência de dano e o nexo de causalidade entre ele e o acidente sofrido pelo autor, advindo da omissão do Município, há o dever de indenizar.”, concluiu.

Com informações do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região.


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Participe de nossos grupos no Telegram e WhatsApp. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por e-mail ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA