SuperVia indenizará jovens obrigados a fazer sexo oral

Data:

SuperVia indenizará jovens obrigados a fazer sexo oral
Crédito:busra İspir
| iStock

A SuperVia, concessionária que administra os trens do Rio de Janeiro, indenizará dois jovens vítimas de agressões e abuso sexual por parte de dois seguranças da empresa. Eles foram forçados a praticarem sexo oral um no outro. 

Os jovens estavam em um trem quando foram retirados dele por seguranças e por policiais militares. Os agressores debocharam da situação e ordenaram a prática. No áudio, é possível escutá-los afirmando que os garotos são usuários de droga e questionando se continuarão comprando maconha.

Um dos parentes das vítimas formalizou queixa na Polícia Militar. Ao depor, os jovens identificaram os agentes que participaram das agressões, bem como os seguranças. A Defensoria Pública afirmou que dois seguranças da SuperVia e dois policiais militares foram identificados como autores da abordagem e foram presos. Eles foram acusados de estupro e de publicar imagens do abuso cometido

Em vídeo postado na internet, um dos PMs aparece apontando a arma para os jovens Os dois seguranças da concessionária foram demitidos após sindicância. A SuperVia considerou que o "ato cometido contra os dois jovens é um desrespeito à dignidade humana e vai contra as premissas de ética e decoro da concessionária. Vale reforçar que todos os funcionários do setor de segurança da empresa são intensamente treinados para agir com idoneidade e respeito em qualquer uma das situações vivenciadas no sistema". A Polícia Militar informou que abrirá um processo administrativo disciplinar para avaliar a conduta dos agentes. 

Além da indenização, os jovens receberão apoio psicológico e suporte profissionalizante.

(Com informações do Uol)

Juristas
Juristashttp://juristas.com.br
O Portal Juristas nasceu com o objetivo de integrar uma comunidade jurídica onde os internautas possam compartilhar suas informações, ideias e delegar cada vez mais seu aprendizado em nosso Portal.

Deixe um comentário

Compartilhe

Inscreva-se

Últimas

Recentes
Veja Mais

Técnico de laboratório tem recurso negado após não comprovar dano em atendimento crise epilética no trabalho

A Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) rejeitou o recurso de um técnico de laboratório da União Educacional do Planalto Central S.A. (Uniceplac), localizada em Santa Maria (DF). O profissional buscava comprovar ter sofrido dano moral devido à forma como foi contido durante uma crise epilética no local de trabalho.

TRF1 nega pedido de remoção de tenente temporária da FAB para acompanhar esposo transferido

A 9ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) negou o pedido de uma oficial temporária da Força Aérea Brasileira (FAB) para anular o ato administrativo que indeferiu sua solicitação de remoção para acompanhar seu esposo, oficial de carreira da FAB, transferido de São José do Campos/SP para Brasília/DF.

Supremo confirma prorrogação do prazo de adesão de Minas Gerais ao Regime de Recuperação Fiscal

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou, por unanimidade, a decisão que estendeu por 120 dias o prazo de adesão do Estado de Minas Gerais ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF). A medida referenda a liminar concedida pelo ministro Nunes Marques, que ampliou o período para negociações entre Minas Gerais e a União visando a renegociação de dívidas.

Empresa de telefonia móvel faz cobrança irregular a menor de idade e deve pagar danos morais

A Vara Única da Comarca de Ipanguaçu, pertencente ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), determinou que uma empresa de telefonia móvel pague uma indenização por danos morais no valor de R$ 4 mil. A decisão decorre da cobrança de uma conta inexistente a um adolescente.