Thieryson Santos é agredido por funcionário de empresa de limpeza

Advogado foi humilhado e agredido verbalmente no Mercado Albano Franco, enquanto acompanhava o mutirão de limpeza do estabelecimento

O advogado Thieryson Santos, presidente da Associação dos Feirantes do Mercado Central, foi agredido verbalmente e humilhado ao entrar no Mercado Albano Franco, na terça-feira (13/02), quando acompanhava o mutirão de limpeza do mercado, como já fez em outras vezes.

Quando chegou ao mercado, por volta das 14 horas, o advogado se identificou à guarda municipal como presidente da Associação e, como de costume, encontrou funcionários da empresa BTS limpando o local.

Então, Thieryson aproveitou para recomendar que quando fossem ligar a energia, verificassem se os freezers estavam ligados, de modo a evitar maiores prejuízos aos feirantes por estragar carnes que eventualmente estivessem armazenadas.

Como se sucedeu o problema

O problema se iniciou quando o advogado, que também é feirante, começou a percorrer o espaço do mercado e estava sendo perseguido por dois funcionários da BTS, que presta serviços à Emsurb, dizendo que ele não era autorizado a entrar no espaço e que, por isso, o retirariam à força do mercado.

Autofinanciamento de campanhas é liberado pelo TSE

Quando chegou na porta de saída, ele explicou que estava lá não apenas como advogado, mas também como presidente da Associação dos Feirantes, e que estranhou a conduta dos dois funcionários.

Thieryson foi surpreendido por um funcionário da BTS, identificado como Rancicley Portela, chefe da limpeza, que colocou o dedo em seu rosto na presença de guardas municipais e demais funcionários e o ameaçou por várias vezes, chamando-o de “moleque”. A guarda municipal interviu imediatamente e pediu que o funcionário se afastasse do advogado.

Thieryson reprovou a conduta do funcionário, disse que acionaria a empresa na justiça pelo que foi feito por ele e, em seguida, ligou para Ubiraci, Diretor dos Espaços Públicos da Emsurb, dizendo o que aconteceu.

A assessoria da BTS disse que o diretor da empresa sabe do ocorrido, verificará os acontecimentos e já convocou os envolvidos a prestar explicações.

Fonte oficial: Faxaju