Professora transexual troca indenização em dinheiro por aulas a seus agressores

183
transexual
Créditos: Itakdalee | iStock

Uma professora de matética e transexual decidiu trocar uma indenização por danos morais por aulas de cidadania aos seus agressores, funcionários de uma pastelaria.

No dia 26 de abril desse ano, Nathalia Claudinei Silva Nascimento, que mora no Distrito Federal, disse ter ouvido ofensas a sua pessoa que foram proferidas em por funcionários de uma pastelaria na estação de ônibus da cidade. Ela, então, decidiu tirar satisfações com um funcionário que disse “eu jogo piadinhas quantas vezes eu quiser, seu v***o”. Nathalia também foi agredida fisicamente pelo funcionário.

Nathalia decidiu ajuizar uma ação na Justiça contra a pastelaria e, inicialmente, pediu uma indenização no valor de R$ 20 mil por danos morais.

Contudo, na audiência de conciliação, pediu para que o valor fosse revertido em aulas sobre direitos humanos para os réus.

A juíza da 6º Juizado Especial Civil de Brasília, Marília Silva Sampaio, disse que em seus 22 anos de magistratura nunca tinha visto algo parecido, e o que Nathalia fez fantástico, pois nenhum dinheiro pagaria a ofensa que a autora recebeu. (Com informações do G1.)

DEIXE UMA RESPOSTA